Governo do RN vai distribuir mais de cinco mil cestas para comunidades quilombolas




Para garantir a segurança alimentar de famílias em situação de vulnerabilidade social em época de pandemia, a governadora Fátima Bezerra assinou o termo aditivo do Decreto de Regulamentação do Programa de Compras Governamentais da Agricultura Familiar (Pecafes). Com a assinatura, foi criada a nova modalidade de compras públicas chamada ‘Pecafes - Doação Simultânea’, o que permitirá aquisições de gêneros alimentícios produzidos pela agricultura familiar para a doação direta dos produtos em forma de cestas básicas. O evento marcou o dia do agricultor e agricultora familiar, celebrado em 25 de julho.

 

“Não há nada mais gratificante do que colher o frutos de nosso trabalho. Principalmente quando falamos de um trabalho integrado, que contamos com o empenho de todas as pastas. Esse frutos vêm em forma de cidadania e dignidade, quando chegamos para matar a fome, para promover segurança alimentar e fomentar a agricultura familiar”, destacou a governadora, agradecendo a participação de todos presentes à videoconferência, completando: “Nesse sentido, o Pecafes ganha um papel importante no Estado, ampliando a questão das compras públicas e solidificando o compromisso com as trabalhadoras e trabalhadores rurais, que temos desde o início da gestão com a criação da Sedraf”.

 

A solenidade aconteceu em ambiente virtual, nesta quarta-feira (5), com a participação da deputada estadual Isolda  Dantas, dos secretários de Estado de Gestão de Projetos e Metas, Fernando Mineiro; de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), Alexandre Lima; do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), Iris Oliveira; das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh), Eveline Guerra; da sub-secretária do Gabinete Civil (GAC), Laíssa Costa; da presidente da AGN, Márcia Maia; do diretor geral da Emater RN, César Oliveira; do superintendente do Ministério da Agricultura no RN, Roberto Papa, do representante do Movimento de Articulação Semiárido Potiguar – ASA Potiguar; Marcílio Lemos; e de diversas cooperativas de agricultores familiares do RN.

 

Na primeira compra, o Governo do RN vai adquirir o equivalente a 5 mil cestas básicas, por meio do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do RN - Governo Cidadão, a partir dos recursos do empréstimo junto ao Banco Mundial.

 

As cestas serão compradas à Cooperativa de Comercialização Solidária Xique-Xique (Cooperxique), sendo montadas com produtos da agricultura familiar em 100% de sua totalidade,  O investimento total é de R$ 508 mil, beneficiando  1.667 famílias de 24 comunidades quilombolas dos municípios de Angicos, Afonso Bezerra, Portalegre, Patu, Luiz Gomes, Coronel João Pessoa, Lagoa Nova, Currais Novos, São Tomé, Parelhas, Assú, Ipanguaçu, Parnamirim, Bom Jesus, Ceará-Mirim, Macaíba, Ielmo Marinho, Poço Branco, Touros, Tibau do Sul e Santo Antônio. A primeira entrega será feita entre os dias 17 e 21 de agosto.


“Esse é o reflexo do trabalho de um Governo que tem a união e a integração como base. Com essa ação, além de fortalecer a agricultura familiar, comprando direto de quem produz e depende dessa atividade para sobreviver, estamos garantindo a segurança alimentar dessas famílias quilombolas, já que entregamos alimentos de alta qualidade, como os que vão compor as cestas”, disse o secretário Fernando Mineiro, elogiando a qualidade dos componentes da cesta.

 

As famílias receberão uma cesta básica por mês, durante três meses. Cada uma delas será composta por kits seco e frio, com biscoito artesanal, peixe seco, farinha de mandioca, goma para tapioca, mel de abelha, arroz vermelho, feijão macassar, jerimum, batata doce, macaxeira, mamão, banana, bebida láctea, polpa de fruta e café em pó. 

 

“Essas cestas vão chegar num momento de grande necessidade para reforçar a nossa alimentação, além de ajudar também aos nossos irmãos agricultores familiares. Eu sou só gratidão por todo empenho nessa ação”, disse, Dona Daza (Maria de Fátima Gomes), presidente da Associação de Quilombolas Negros Felicianos do Alto, em Portalegre, na região do Alto Oeste potiguar.

 

 

FOMENTO À AGRICULTURA FAMILIAR

Na ocasião, o Governo do RN entregou 70 cheques do Programa CredMais, em parceria com a Agência de Fomento do RN (AGN), totalizando R$ 307 mil. A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf) liberou cerca de R$ 255 mil reais, por meio de recursos federais, para agricultores familiares beneficiários do PNCF realizarem investimentos produtivos em suas propriedades rurais. A iniciativa vai beneficiar 94 agricultores dos municípios de Afonso Bezerra, Apodi, Assú, Campo Grande, Florânia, Ipanguaçu, Mossoró, Olho D´Água dos Borges, Riacho da Cruz, Santa Cruz, Senador Elói de Souza e Upanema.


“Hoje foi um dia de grande alegria e realizações para a Agricultura Familiar. Desde a entrega dos cheques da AGN, que pudemos acompanhar; a liberação de recursos federais aqui de nossa secretaria para beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), fechando com a assinatura deste aditivo para a promoção dessa que é a ferramenta mais avançada de compras públicas”, comemorou Alexandre Lima.

 

Ainda participaram, a coordenadora do Coeppir, Giselma Omiliê; a coordenadora geral da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do RN (FETRAF RN), Josana Lima; do presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Rio Grande do Norte (FETARN)Manoel Candido da Costa; o representante da Rede Mangue Mar, Luiz Ribeiro; da Marcha Mundial das Mulheres, Conceição Dantas; da Cooperxique, Neneida Lima; da CEAAD, Cícero Figueiredo; Coop Potengi, Cícera Franco; da Coodap Mossoró, Francisco Jales e Edmilson Neto; da CF8, Ivi Aliana; da presidente da Unicafes, Fátima Torres; do MST, Hilder Andrade; além dos representantes das comunidades quilombolas, Dona Daza, de Portalegre; Andrea Nazareno, da coordenação Estadual dos Quilombos.

Nenhum comentário