Governo do RN retoma restauração da Escola de Dança do TAM



As obras de restauração do prédio da Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão (EDTAM) foram retomadas esta semana. Após um longo processo de tratativas entre o Governo do Estado, a empresa PS Engenharia LTDA e o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado, e a assinatura de um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), a retomada foi possível. A empresa terá seis meses para concluir a obra.

O TAG é o primeiro de obras do Governo do Estado e do projeto Governo Cidadão, responsável pela restauração. A necessidade do documento surgiu após a paralisação da obra, em fevereiro de 2019, por abandono da empresa responsável. O secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, explica que a retomada foi possível após um processo administrativo de apuração de responsabilidades.

“A empresa pagou multa pela demora na conclusão da reforma e então o TAG pôde ser celebrado. Isso é muito importante porque se trata do primeiro TAG de obras do Governo do Estado. Esperamos que dentro de seis meses a obra seja concluída e possa ser entregue à população”, destacou Mineiro.

A EDTAM está localizada em um prédio histórico, na Ribeira, que segundo os registros, foi sede do governo provinciano no século XIX. Após 21 anos sem receber manutenção, o local passa por uma restauração completa. A complexidade maior do processo se dá porque, como o imóvel é tombado, existem poucas empresas com capacidade técnica para realizar a obra de restauro. A licitação chegou a ser realizada duas vezes, tendo a primeira sido declarada fracassada, e na segunda, a PS Engenharia LTDA foi a única habilitada a executar o contrato.

Sob gestão da Fundação José Augusto (FJA), a EDTAM está sendo reformada pelo projeto Governo Cidadão e Secretaria Estadual de Turismo, com recursos do Banco Mundial. Estão sendo investidos R$ 1,9 milhões. Mais de 10 mil alunos já passaram pelas salas de aula da escola e tiveram acesso à formação e cultura através do ensino da dança.

“Com a estrutura recuperada, poderemos oferecer um espaço melhor aos nossos alunos e até receber mais bailarinos para estudar”, registra a diretora artística da EDTAM, Wanie Rose. A EDTAM é considerada a mais tradicional escola de dança do Rio Grande do Norte e tem como uma de suas principais qualidades exportar alunos. Dez já foram aprovados nas audições do Bolshoi em Joinville (SC).

Nenhum comentário