Governo do RN está investindo mais de R$ 86 milhões em reformas de escolas



Quarenta escolas em 32 municípios do Rio Grande do Norte estão sendo reformadas e ampliadas pelo Governo do Estado. Desse total, 15 já foram concluídas, enquanto 20 estão com obras a todo vapor e outras cinco na iminência de iniciarem a reconstrução. A Escola Estadual Vale do Pitimbu, em Natal, é uma das que já está pronta e prestes a ser entregue à comunidade escolar.

Para a gestora da escola, Karla Patrícia, a obra representa não só uma mudança estrutural, mas também promoção de dignidade para todos que frequentam a escola. “A estrutura era insegura e inadequada. Há muito tempo ansiávamos por essa reforma. Ao fim da pandemia, voltaremos às aulas com tudo novo e bem cuidado como todos merecem”, destaca.

Na escola do Vale do Pitimbu, foram aplicados mais de R$ 1,2 milhão. A unidade contará com quatro salas de aula totalmente renovadas, uma sala voltada para o programa Mais Educação, laboratórios de informática e ciências, além de cozinha, copa, banheiros com acessibilidade, sala de professores, de material didático, biblioteca, sala de inclusão, recreio coberto e um novo setor administrativo. Nos anos 1980 a unidade serviu à educação dos operários que erguiam o conjunto de mesmo nome na Zona Sul de Natal, por meio do EJA (Ensino de Jovens e Adultos).

Os investimentos do Governo nas 40 escolas somam mais de R$ 86 milhões somente nas obras, que vão beneficiar mais de 20 mil estudantes. A ação é realizada pelo projeto Governo Cidadão, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (SEEC) e recursos do Banco Mundial.

Desde o início de 2019 que um trabalho intenso é realizado para destravar as obras e resolver problemas herdados da gestão anterior. Os entraves iam desde erros em projetos até problemas com regularização fundiária das edificações. Alguns deles, inclusive, estão tentando ser solucionados até hoje. As equipes de engenharia do Projeto Governo Cidadão e da Secretaria Estadual de Educação trabalharam incansavelmente para solucionar os entraves de maneira integrada, com vistas a garantir o início das obras e o término dentro do prazo do acordo de empréstimo.

Nenhum comentário