José Dias volta a repercutir a votação remota da reforma da Previdência


Crédito da Foto: João Gilberto

Durante a Sessão Plenária desta quinta-feira (9), realizada por videoconferência, o deputado José Dias (PSDB) utilizou o horário das lideranças para novamente repercutir a votação da PEC da reforma da Previdência. O parlamentar destacou que 11 deputados são contra a votação remota na Assembleia Legislativa

José Dias continuou seu discurso, tecendo elogios ao parlamentar Sandro Pimentel (PSOL). “Eu quero também fazer justiça ao deputado Sandro, porque ele esclareceu que não é obrigatório votarmos até o fim desse mês, mostrando que não é verdade o prazo apresentado pelo Governo do Estado”, disse.

Para o parlamentar, o Governo do Estado não quer enfrentar o debate. “Eles diziam que não havia necessidade de reforma da Previdência, que o Brasil tinha saldo, que não era preciso fazer reforma. Aí eles chegaram, viram que havia um grande buraco e mandaram a reforma para cá”, disse José Dias.

Segundo o deputado, agora que existem 11 parlamentares contra a votação remota, o Governo do Estado não aprovará a matéria. “A governadora e sua equipe já devem ter percebido que não adianta ter truculência e usar inverdades. Não é possível que ela não entenda que não é a dona do mundo e muito menos do RN. O Rio Grande do Norte é do seu povo”, censurou José Dias.

“Então eu acho que a partir de agora as coisas tendem a se esclarecer. O governo vai ter um pouco de bom senso e vai querer negociar a reforma, discutindo com todos os interessados, presencialmente, na Assembleia Legislativa. O que cabe à governadora neste momento é ter humildade se dispor a negociar”, concluiu o parlamentar.

Nenhum comentário