Centros de profissionais, escolas de futebol, artes marciais e dança podem reabrir em Natal


A Prefeitura de Natal autorizou, a partir desta sexta-feira (31), seguindo o parecer favorável do Comitê Científico de Enfrentamento de Covid-19, uma reforma das atividades nas escolas de treinamento, cursos profissionalizantes e de treinamento profissional, cursos de formação, extensão reciclagem de vigilantes, escolas de futebol, artes marciais e dança, apenas para treino e condicionamento físico, desde que não haja contato físico entre os participantes. 
O decreto que libera como atividades traz uma série de aplicações para os usuários, sob pena de interdição em caso de descumprimento e atendimento às regras aplicadas no protocolo geral. É vedado ou contato físico entre os participantes, sendo obrigatório ou distanciamento mínimo de 1,5m (um metro e meio) entre as pessoas, com uso obrigatório de máscaras de proteção. Como academias de artes marciais, siga os procedimentos gerais do protocolo de retorno às aulas, que foi disponibilizado pela Federação do Estado do Rio Grande do Norte.
Segundo o Executivo Municipal, em seu parecer, o Comitê Científico de Aprovação de Covid-19, que, mesmo com o início do Fase 3 da reabertura gradual e responsável pelo comércio e serviços no âmbito do Município de Natal, não ocorreram pela disponibilidade de leitos de estado crítico e UTI na rede municipal de saúde, bem como a diminuição do número de casos de casos com Covid-19 nas unidades públicas de saúde da capital potiguar.
“De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, constatou-se uma desaceleração acentuada na curva de suspeitos e confirmados, além de óbitos. Para uma ideia, de junho a julho (até o dia 27), houve uma queda de 49,87%. Tudo isso é fruto do trabalho desenvolvido pela gestão. Não podemos e não vamos relaxar. Seguimos atalhos para os números melhores cada vez mais e podemos permitir a retomada de mais segmentos ”, destacou o prefeito de Natal, Álvaro Dias.

Nenhum comentário