“O pior ficou para trás”, diz hospital privado de Natal sobre a covid-19



O diretor-administrativo do Hospital do Coração de Natal, Dr. Nelson Solano Vale, escreveu uma mensagem publicada nas redes sociais da unidade privada que dá esperança aos potiguares em relação ao combate ao novo coronavírus. Na mensagem, ele relata as muitas dificuldades no dia a dia dos funcionários desde quando foi atendido o primeiro paciente diagnosticado com a covid-19 e afirma: “o pior ficou para trás”.
Apesar da mensagem de esperança, Nelson Solano afirma que ainda há muito o que ser feito no combate à doença. “Nada do que foi será como já foi um dia! Ainda temos muito o que fazer! Ainda não vemos a luz no final do túnel, mas como membro desta valorosa equipe profissional, posso afirmar que o pior ficou para trás, pois a nossa capacidade de resistir, inovar e transformar, não tem Limites!”, diz trecho da mensagem. Leia na íntegra:

A Covid e o Coração (Mensagem do nosso diretor-administrativo, Dr. @nelsonsolanovale - a foto, da nossa brava equipe, foi tirada antes da pandemia):
Hoje, 26 de junho, completamos 4 meses que atendemos o 1º Paciente suspeito de Covid19 no Hospital do Coração de Natal!! Nesses 120 dias de Pandemia na nossa porta, foram muitas transformações, emoções, incertezas e vitórias, mas acima de tudo, muita dedicação e entrega (até mesmo da própria saúde pessoal) dos 1.059 funcionários do Hospital do Coração de Natal aos 1549 pacientes suspeitos ou confirmados com Covid19 que foram atendidos aqui!
Passamos a viver um dia a dia desconhecido e desafiador, cheio de surpresas, algumas tristes , outras profundamente alegres e reconfortantes: aquele aplauso na hora da alta do paciente compensa todas as noites não dormidas e todos os dias em que não foi possível abraçar o filho.
Confesso aqui minha emoção Contida no dia da alta do meu amigo e companheiro de aulas no Pré-vestibular, Antônio Teófilo, que, após 85 dias de internação por complicações decorrentes da Covid 19, está com sua família no aconchego do seu Lar. Chega a ser inacreditável, mas é verdade: “Toinho”, você venceu!!
Além da gravidade da doença, o fantasma da dúvida do tratamento, da disponibilidade de responder respirador e de medicamentos!!! Felizmente, aqui no HCN, os setores de Suprimentos (farmácia, compras e etc.) mantiveram os nossos setores abastecidos com segurança: chegamos a consumir 2.300 máscaras cirúrgicas por dia e, no período de ocupação máxima das UTIs, chegamos a consumir 923 ampolas de Midazolan por dia, número superior ao que era anteriormente consumido por mês!
Tivemos alguns dos nossos Guerreiros feridos (soldados e Generais), mas felizmente nenhum abatido, que, logo após sarar as feridas, voltaram para a linha de frente desta Batalha inesperada pela Vida!!!
Nada do que foi será como já foi um dia! Ainda temos muito o que fazer! Ainda não vemos a luz no final do túnel, mas como membro desta valorosa equipe profissional, posso afirmar que o pior ficou para trás, pois a nossa capacidade de resistir, inovar e transformar, não tem Limites!

Fonte: Portal Grande Ponto

Nenhum comentário