RN+ Protegido: 120 mil máscaras e 24 mil litros de álcool irão para a agricultura familiar


Responsável por levar 70% dos alimentos que chegam até a mesa dos brasileiros, os agricultores familiares atuam na linha de frente das produções. Pensando nisso e diante da pandemia da Covid-19, o Governo do Estado está disponibilizando, por meio do Programa RN+Protegido, 120 mil máscaras de proteção individual e cerca de 24 mil litros de álcool em gel 70% para este grupo. A iniciativa irá beneficiar, aproximadamente, 24 mil agricultores de 159 municípios do Estado.
Um termo de cooperação foi celebrado, nesta terça-feira (19), entre o Governo do RN, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), Controladoria Geral do Estado (Control) e Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RN), com a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Rio Grande do Norte (Fetarn), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a Marcha Mundial das Mulheres (MMM).
A assinatura aconteceu na sede da Escola de Governo e contou com a presença do secretário da Sedraf, Alexandre Lima, do controlador-geral do Estado, Pedro Lopes, do diretor-geral da Emater-RN, Cesar Oliveira, além de representações dos movimentos sociais. Estes irão colaborar, junto com a Emater-RN, na distribuição do material e irão realizar ações educativas e preventivas ao contágio do novo coronavírus em todo o RN.
DOAÇÕES:
Durante a assinatura, foram entregues 30 mil máscaras e cinco mil litros de álcool 70% aos representantes dos movimentos sociais, o que corresponde a 22% da demanda. “A partir deste acordo, as entregas acontecerão semanalmente, sempre que recebermos lotes de fabricação de máscaras para o Programa RN+Protegido”, disse Alexandre Lima, secretário da Sedraf. 
“Acredito que a agricultura familiar está entre os setores que não pode e nem tem como parar. Temos toda uma demanda de produtos e de organização de entregas para o comércio. Ter esse incentivo do Governo do Estado é de extrema importância. As máscaras e o álcool em gel 70% irão servir para a segurança tanto de nós, agricultores, quanto da população que vai receber os produtos”, disse o representante do MST, Hidelbrando Andrade, falando da preocupação e da valorização do Governo com a agricultura familiar.
Para Josana Lima, da Fetraf, esta ação do Governo do Estado oferece condições e cuidados para que os agricultores permaneçam no campo produzindo alimentos saudáveis para a população. “Nós, enquanto Federação, temos que pensar na organização da agricultura familiar. Temos muitos trabalhadores rurais que não têm condições de comprar uma máscara ou o álcool em gel 70%”, concluiu.
RN+Protegido
Desde que foi lançado, em abril, o programa já entregou mais de 1 milhão de máscaras de pano à população vulnerável e trabalhadores das atividades essenciais em todo o território potiguar e pretende alcançar a marca de 7 milhões de máscaras distribuídas.
A ação é uma parceria do Governo com as indústrias têxteis do Rio Grande do Norte e mantém o emprego de 4 mil funcionários nas oficinas do Pró-Sertão, associadas à indústria-âncora Guararapes, que doa a matéria-prima para a confecção das máscaras. As peças são fabricadas a preço de custo e adquiridas pelo Estado, que arca com os custos da mão-de-obra, com recursos do Governo Cidadão via empréstimo com o Banco Mundial.

Nenhum comentário