Semsur avalia satisfatório retorno das feiras livres de Natal


A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) considerou satisfatória a reabertura das feiras livres de Natal neste último final de semana, após a suspensão recomendada pelo Governo do Estado e Ministério Público, para reorganização e adaptação às medidas de contenção de aglomerações devido a pandemia do Coronavírus.

Após entendimento com o Ministério Público, feirantes e proprietários de bancas, a prefeitura determinou a reabertura das feiras, através de portaria publicada pela Semsur no Diário Oficial do Município no último sábado (28). No total, 10 feiras funcionaram normalmente no final de semana, sendo duas no sábado e oito no domingo em diversos bairros da capital. 

A equipe de fiscalização da prefeitura percorreu todas as feiras, realizando um trabalho intensivo de cobrança do espaçamento de dois metros entre bancas, o uso de álcool gel, máscara e luvas. No sábado, as feiras do Alecrim e do conjunto Santa Catarina, de acordo com informações do chefe de Fiscalização da Semsur, Carlos Falcão, transcorreram dentro da normalidade com os comerciantes obedecendo a todas as precauções. 

No domingo, das oito feiras realizadas, apenas a do bairro da Cidade Esperança houve registro de resistência em obedecer às normas de contingência, sendo a falta do distanciamento de dois metros entre bancas a maioria das infrações. O problema será relatado ao Ministério Público. Entretanto, para evitar um possível fechamento da feira de Cidade da Esperança, a secretaria se reunirá durante a semana com os feirantes para chegar a um entendimento. 

“Pedimos a compreensão de todos os interessados no funcionamento normal das feiras livres nesse momento atípico. A Semsur está fazendo a sua parte e esperamos a colaboração dos feirantes, proprietários de bancas e da população em geral para obedecermos a medidas de contenção”, relatou Carlos Falcão, ressaltando que muitos usuários estão conscientes das medidas de prevenção, usando máscaras, luvas e portando o próprio álcool gel.

Nenhum comentário