NATAL: Seis bairros da capital concentram 30% dos casos suspeitos de dengue em 2020



Por conta do risco de surto de dengue no estado, os agentes de endemias de Natal devem visitar, este ano, 80% dos bairros com mais notificações da doença, entre eles Nossa Senhora da Apresentação, Lagoa Azul, Felipe Camarão, Bom Pastor, Rocas e Mãe Luiza. Essas áreas, juntas, somam 154 casos suspeitos até oito de fevereiro, o que equivale a 30% do total de registros da capital. Os dados são da Secretaria de Saúde.
Para combater o mosquito que transmite dengue, Zika e chikungunya, o chefe do Centro de Controle de Zoonoses, Alessandre de Medeiros, afirma que as autoridades locais têm trabalhado em parceria, por exemplo, com a Companhia de Serviços Urbanos (Urbana) para recolhimento de materiais das ruas da cidade. 
“Ela (a parceria) possibilita as ações de recolhimento de pneus, por exemplo, na cidade. É uma ação integrada com a empresa de limpeza urbana. Outra ação que a gente faz é integrada com a Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo, que é a fiscalização de imóveis e terrenos baldios.”
Por conta do risco de surto de dengue no estado, os agentes de endemias de Natal devem visitar, este ano, 80% dos bairros com mais notificações da doença, entre eles Nossa Senhora da Apresentação, Lagoa Azul, Felipe Camarão, Bom Pastor, Rocas e Mãe Luiza. Essas áreas, juntas, somam 154 casos suspeitos até oito de fevereiro, o que equivale a 30% do total de registros da capital. Os dados são da Secretaria de Saúde.
Para combater o mosquito que transmite dengue, Zika e chikungunya, o chefe do Centro de Controle de Zoonoses, Alessandre de Medeiros, afirma que as autoridades locais têm trabalhado em parceria, por exemplo, com a Companhia de Serviços Urbanos (Urbana) para recolhimento de materiais das ruas da cidade. 
“Ela (a parceria) possibilita as ações de recolhimento de pneus, por exemplo, na cidade. É uma ação integrada com a empresa de limpeza urbana. Outra ação que a gente faz é integrada com a Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo, que é a fiscalização de imóveis e terrenos baldios.”

Agência do Rádio

Nenhum comentário