Coronavírus: Cristiane reforça campanha de doação de sangue em meio a pandemia

Crédito da Foto: Eduardo Maia

Preocupada com a situação das pessoas que estão em tratamento de saúde e precisam de doação de sangue, a deputada estadual Cristiane Dantas (SDD) lançou em suas redes sociais uma campanha para estimular a doação de sangue nos postos de coleta espalhados no Rio Grande do Norte.

"De acordo com o Hemonorte, as doações de sangue caíram mais de 50%  desde o início da quarentena de prevenção ao novo coronavírus, mas é importante lembrar que esse serviço não pode parar para não sofrer colapso", ponderou Cristiane.

Segundo a deputada estadual, as doações de sangue podem ser feitas de forma regular, mesmo em meio à pandemia do novo Coronavírus, desde que os doadores reforcem os cuidados com a higiene e a proteção individual como o uso de máscaras por exemplo. "O Hemonorte está preparado para receber os doadores, mantendo a esterilização do ambiente e dos equipamentos. Por isso, fazemos esse pedido que os doadores de sangue compareçam ao hemocentro", completou.

A sede do Hemonorte Dalton Cunha, em Natal, funciona de segunda a sábado, das 7h às 18h e está localizada na Avenida Alexandrino de Alencar, 1800, Tirol, próximo ao Parque das Dunas. Também existem unidades do Hemocentro em Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros.

Para doar sangue é preciso:
- Estar em boas condições de saúde.
- Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos.
- Pesar no mínimo 50kg.
- Ter dormido pelo menos 6 horas nas 24 horas antes da doação.
- Estar alimentado, mas evitar alimentos gordurosos 4 horas antes da doação.
- Apresentar documento original com foto.

Impedimentos temporários
- Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas.
- Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.
- Tatuagem / maquiagem definitiva nos últimos 12 meses.
- Vacina contra gripe: por 48 horas.

Impedimentos definitivos
- Hepatite após os 11 anos de idade.
- Doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV) e doença de chagas.
- Uso de drogas ilícitas injetáveis.

Nenhum comentário