Programa do Governo concede benefícios para jovens de baixa renda e seu cadastro pode ser realizado por meio do site ou aplicativo



A ID Jovem é resultado de um programa do Governo Federal que fornece um documento digital para jovens brasileiros de baixa renda. Integrada ao Estatuto da Juventude, a iniciativa concede benefícios exclusivos a quem se enquadra nos requisitos e pode ser renovada a cada seis meses. Para ter direito ao benefício, o jovem deve ter entre 15 e 29 anos, possuir renda familiar de até dois salários mínimos e ter seu NIS (Número de Identificação Social) ativo no CadÚnico (Cadastro Único do Governo). Não é necessário ser estudante.

O Cadastro Único é um sistema da Caixa Econômica Federal que também registra e controla os dados de cidadãos inscritos em diversos outros programas sociais, como Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida, Carteira do Idoso, entre outros. Para que as informações não fiquem desatualizadas, o beneficiário deve procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de seu município, no máximo a cada dois anos.

Aqueles que possuem a ID Jovem podem usufruir de benefícios como a meia entrada em eventos culturais, esportivos e de lazer em geral, como shows musicais, peças de teatro, competições, entre outros. Além disso, o número do NIS ativo também permite a isenção de taxas de inscrição em concursos públicos.

Entretanto, uma das vantagens mais utilizadas pelos inscritos do programa são as viagens gratuitas de ônibus, trem ou embarcação. Um ponto importante é que o documento só tem validade para os transportes de classe convencional e que sejam para trajeto interestadual, ou seja, de um estado para outro. Além disso, a despesa com taxa de embarque é cobrada normalmente e o bilhete de passagem é nominal e intransferível.

A iniciativa ID Jovem garante que toda viagem realizada por intermédio de empresas da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) terá quarto vagas reservadas para jovens portadores do documento. Duas delas oferecem 100% de desconto no valor da passagem, enquanto as outras duas dão 50%. O programa também exige que as empresas forneçam, no mínimo, uma linha convencional por semana com a gratuidade.

Com o CadÚnico atualizado, o jovem poderá utilizar seu número do NIS para realizar a inscrição no site ou aplicativo do ID Jovem. Ao gerar o documento digital, é possível imprimir a carteirinha ou usar a versão digital pelo próprio aplicativo de celular, quando necessário. Assim, basta apresentar os dados juntamente com documento de identificação oficial com foto nos pontos de venda de ingressos e guichês de passagens para usufruir dos benefícios.

Para adquirir passagens, o jovem não é autorizado a fazer reservas em mais de um horário de viagem no mesmo dia, nem em outros horários considerados inviáveis. Assim, não há o risco de ele deixar o benefício indisponível para outros cadastrados apenas para guardar seu lugar. A solicitação de passagem também deve ser feita com uma antecedência de no máximo três horas antes da partida.

A ID Jovem tem um prazo de validade de seis meses, mas por meio do aplicativo é possível renovar o documento de maneira simples e rápida.


Nenhum comentário