Sonora Natal continua esta semana com palestra, oficinas, shows e foco no protagonismo das mulheres na música


 O Sonora - Festival Internacional de Compositoras, edição Natal, chega a segunda semana de atividades com uma programação voltada para protagonizar as mulheres que atuam no mundo da música, mas aberta ao público. As atividades se iniciam com o Ciclo de Oficinas do Sonora que está com inscrições abertas pelo https://linktr.ee/sonorafestivalnatal .

Com o tema “Como Promover o seu Projeto Cultural e/ou Trabalho Artístico”,  a primeira atividade do Ciclo de Oficinas Sonora será realizada pela produtora cultural Nathalia Santana, de 18 a 20 de setembro, das 18h às 22h, na Casa Talento, e vai abordar o planejamento e execução de um trabalho de promoção em múltiplas plataformas com foco na complementaridade dos meios de mídias.

Na quinta-feira (19/09), o Sonora promove a palestra - “A Sua Música na Rede” com a relações públicas Márcia Xavier, integrante da União Brasileira de Compositores - UBC. Ela vai trazer informações sobre o relatório Por Elas que Fazem a Música e falará sobre direitos autorais, direitos conexos na gestão coletiva, ISRC, Produtor Fonográfico e Streaming. A palestra é gratuita e acontece das 14h às 16h, no auditório do IFRN Cidade Alta. A Noite Sonora também acontece na quinta-feira, a partir das 20h, no El Rock, com o Sarau das Minas e os shows das cantoras e compositoras da cena musical potiguar Pêli e Rosa de Pedra. 

Fechando a primeira semana de Sonora Natal, no dia 21, das 09h às 12h e das 14h às 17h, haverá a oficina “Programação de Áudio usando Pure Data” com a musicista Heather Dea Jennings ensinando a criar um sintetizador para gerar sons com o programa gratuito Pure Data. No mesmo dia, à tarde, acontece a “Oficina Mar de Dentro: Oficina de Construção Poética”, conduzida pelas poetisas Michelle Ferret e Vânia Maria, a partir de canções e poemas com a temática do mar. A oficina propõe aos participantes um mergulho na construção poética tendo como estímulo: vivências e exercícios com as palavras. < /span>

“O Ciclo de Oficina Sonora vem iluminar o trabalho que as mulheres da cidade fazem diariamente nas escolas, universidades, orquestras, bandas, bares, festivais, estúdios de gravação, casas de eventos e tantos outros espaços que ocupamos. A realização do Sonora é a comprovação da força de atuação dessas mulheres em rede. Quando nos reunimos para partilhar e qualificar nossas experiências, escolhemos  um  caminho para valorização e construção de ambientes de trabalhos com mais dignidade e ética para todos”, revela Renata Marques, articuladora e produtora executiva do Sonora Natal. 

Sobre o Sonora 

O SONORA teve origem em 2016 a partir do uso da hashtag #mulherescriando, uma iniciativa da musicista Deh Mussulini para romper o imaginário de que existem poucas compositoras, ou seja, mulheres que criam sua arte sonora. Com grande repercussão, algumas compositoras por todo o Brasil e no exterior conversaram sobre a ideia de realizar um festival com o trabalho das mulheres na área de musical, daí surgiu o o Sonora. São elas: Deh Mussulini, Flávia Ellen, Amorina e Bia Nogueira (Belo Horizonte), Ana Luisa Barral (Salvador), LaBaq (São Paulo), Ilessi (Rio de Janeiro) e Isabella Bretz (Belo Horizonte, Lisboa e Dublin).

O Sonora já nasceu internacional, já que em seu primeiro ano reuniu aproximadamente 200 compositoras que assumiram palcos em seis países: Brasil, Portugal, Irlanda, Espanha, Argentina e Uruguai. A partir daí, explica a coordenadora geral do evento, Joana Knobbe, surgiu uma forte rede de mulheres dispostas a colaborar para a mudança da realidade feminina na música. “Várias mulheres foram entrando e agregando ideias e iniciativas. Hoje somos uma grande rede espalhada pelo mundo. Toda elas foram fundamentais para a consolidação do evento nacionalmente e internacionalmente e para não pararmos desde a primeira edição. Só c rescemos desde então, em 2018 o Sonora aconteceu em 16 países e 74 cidades”, explica.
É através dessa rede de produtoras locais que o Sonora acontece. Localmente é criada uma coordenação composta por uma equipe multidisciplinar que se conectam e se organizam. Na edição de 2019, o Sonora Natal está sendo produzido por Renata Marques, Luana Simplício e Joana Knobbe. Com apoio da Casa Talento, Contexto Comunicação, Graphicaria, El Rock, IFRN e Nuarte.

“O ensejo do festival é dar visibilidade, promover e legitimar a presença da mulher compositora, empoderando-a artística, profissional e economicamente. São muitas as compositoras que cantam, tocam e arranjam suas próprias canções, porém não possuem reconhecimento e o devido espaço no meio musical. Nos palcos do Sonora se apresentam iniciantes e artistas já estabelecidas, trocando experiências e fortalecendo, principalmente, cada cena local na qual o evento se insere”, afirma Joana Knobbe. 

Na internet:
http://sonorafestival.com/pb/ 
Facebook: sonorafestivalbrasil
InstagraM: @sonorafestivalinternacional
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCGaOk5sFNsDimgRKnouJ1QQ
Mais informações sobre o festival: sonoranatal@gmail.com

Serviço: 
Sonora - Festival Internacional de Compositoras 
18 a 21 de setembro
Casa Talento - Rua Almeida Barreto, 428 - Lagoa Nova
El Rock - Rua Raimundo Chaves, 1892 - Candelária


Programação 

18, 19 e 20 de setembro
Oficina "Como promover seu projeto cultural" com Nathalia Santana
das 18h às 22h - Casa Talento
Investimento: R$ 150,00


19 de setembro
Palestra “A Sua Música na Rede” com Márcia Xavier da União Brasileira de Compositores - UBC
das 14h às 16h - Auditório do IFRN Cidade Alta
Entrada Gratuita

Noite Sonora com shows de Clara Pinheiro, Pêli e Rosa de Pedra

20h - no El Rock
Ingressos: R$ 15,00


21 de setembro
Oficina "Programação de áudio usando Pure Data" com Heather Dea Jennings
das 9h às 12h e das 14h às 17h
Investimento: R$ 50,00
Oficina de construção poética "Mar de dentro" com Michelle Ferret e Vânia Maria
das 14h às 18h
Investimento: R$ 50,00

Nenhum comentário