Homens armados invadem casa e matam três pessoas no interior do RN


Fim de semana começa sangrento em Mossoró, a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, localizada na região Oeste do estado. Um ataque a tiros ocorrido na noite desta sexta feira 27 de setembro de 2019, deixou um saldo de três mortos.
O ataque criminoso ocorreu, por volta das 20h40min em uma residência, localizada na Rua Neco Rodrigues no Ouro Negro e segundo a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, cerca de seis homens armados, invadiram a casa e abriram fogo contra pessoas que estavam no interior do imóvel.
Reginaldo Fernandes Pimenta, o “Thubila” 37anos, cadeirante, com várias passagens pela políciae Pedro Henrique Padre Basílio, 14anos, sobrinho da esposa de Thubila, foram alvejados com mais de 10 tiros, cada um e morreram na hora.
Outro adolescente de 15 anos, identificado como, Matheus Felipe da Silva Souza, enteado de Thubilaque foi atender um chamado e quando abriu o portão de entrada da residência, foi baleado várias vezes na cabeça e socorrido por populares para o hospital Tarcísio Maia, porém não resistiu e morreu na unidade hospitalar.
Os atiradores pouparam a vida da esposa de Thubila, que estava com o marido no quintal da casa e um filho menor de 11 anos, que ainda foi atingido de raspão nas costas, mas não precisou ser levado para o hospital. A Polícia ainda não sabe a verdadeira motivação do ataque, que terminou em duplo homicídio.
Reginaldo Fernandes Pimenta, que segundo a polícia era um dos chefes de um grupo criminoso denominado de “Caveiras” que atuava na região do Belo Horizonte, havia sido preso no mês de agosto passado por força de um mandado de prisão expedido pela justiça, mas já estava em liberdade. De acordo com a perícia criminal, as vítimas foram mortas por disparos de arma de fogo, tipo pistola 380 e também por golpes de faca.
Após os procedimentos realizados pela perícia do Itep, os corpos foram recolhidos encaminhados para serem necropsiados no Instituto Médico Legal. Mossoró passa a contabilizar 151 homicídios em 2019. Crimes a serem investigados pela Delegacia Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Do Blog Fim da Linha

Nenhum comentário