Ex-prefeito de Guamaré (RN), Hélio de Mundinho, tem bens indisponibilizados













Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) determinou a indisponibilidade dos bens, até o valor de R$ 971 mil, do ex-prefeito de Guamaré (RN), Hélio Willamy Miranda Da Fonseca, o Hélio de Mundinho. A causa? Licitação.
“O Corpo Técnico aponta irregularidade na pesquisa mercadológica que impossibilitaria a comprovação de justeza do preço contratado, bem como a existência de pagamento antecipado no valor de R$ 971.910,00, referente à primeira parcela do Contrato firmado entre o Município de Guamaré/RN e a empresa ACQUAPURA LTDA. – EPP, o que pode configurar irregularidade material capaz de causar dano ao erário”, apontou o conselheiro Carlos Thompson Costa Fernandes, no voto.
Para efetivar a ordem de indisponibilidade de bens, foram enviados ofícios para o Departamento de Prevenção a Ilícitos Financeiros e de Atendimento de Demandas de Informações do Sistema Financeiro, do Banco Central do Brasil, para o Departamento Nacional de Trânsito e o Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte, além da Central Nacional de Indisponibilidade de Bens.

BLOG DO XERIFE

Nenhum comentário