Após cassação, quatro nomes surgem como pré-candidatos em Ceará-Mirim



O prefeito de Ceará-Mirim, Marconi Baretto, teve o mandato cassado nesta quinta-feira (22) por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com a decisão, a Justiça também determinou a realização de novas eleições e nesse cenário, políticos já estão de olho no pleito suplementar.
Como pré-candidatos já aparecem vários nomes. Entre eles, o do advogado Júlio César, ex-diretor do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e segundo colocado nas últimas eleições pelo PSD.
Outro é o do ex-prefeito Antônio Peixoto, que tentou se candidatar a deputado estadual nas eleições de 2018 e que, mesmo não se elegendo, foi um dos políticos mais votados de Ceará-Mirim.
O presidente da Câmara Municipal, vereador Ronaldo Venâncio, assumirá a Prefeitura até que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decida o resultados das eleições suplementares. Como estará temporariamente na cadeira de prefeito, a pré-candidatura é outra que aparece no município.
O quarto pré-candidato é o servidor público Marcílio Dantas, que já tentou concorrer ao cargo em eleições passadas, que possui um filho vereador da Câmara e que está sendo aposta de renovação de nomes na política de Ceará-Mirim.
Outros nomes também devem aparecer após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) definir oficialmente o prazo para registro de candidaturas.

Novo Notícias

Nenhum comentário