Sem crédito extra, pagamento de benefícios será suspenso, diz Bolsonaro



O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite deste sábado, 8, no Twitter, que, sem a aprovação de um crédito suplementar pelo Congresso, o governo terá de suspender o pagamento de benefícios e programas sociais nas próximas semanas.
“Sem aprovação do PLN 4 pelo Congresso, teremos que suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, Pronaf [Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar], Plano Safra…”, escreveu. Bolsonaro acrescentou que acredita “na costumeira responsabilidade e patriotismo dos deputados e senadores na aprovação urgente da matéria”.
O Planalto busca no Congresso a aprovação de um crédito suplementar no valor de 248,9 bilhões de reais para garantir o pagamento de subsídios e benefícios assistenciais sem descumprir a chamada regra de ouro, que impede o governo de emitir dívida para pagar despesas correntes.
Na última quarta-feira 5, uma tentativa de votar a proposta na Comissão Mista de Orçamento (CMO) fracassou. Uma nova sessão foi marcada para a próxima terça-feira 11.

Nenhum comentário