Assembleia celebra 61 anos de fundação da UFRN em sessão solene


Crédito da Foto: Eduardo Maia

O aniversário de 61 anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), fundada em 25 de junho de 1958, foi celebrado em sessão solene na Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (25). Proposta pelo deputado Sandro Pimentel (PSOL), a solenidade homenageou personalidades que escreveram a história da Universidade. Os deputados Hermano Morais (MDB), Coronel Azevedo (PSL), Isolda Dantas (PT) e Francisco do PT também participaram da solenidade.

“Hoje é um dia de muita comemoração. As pessoas que estão aqui, tiveram a alegria de um dia cruzar pela primeira vez os portões da UFRN ou têm um amigo ou conhecido que teve a oportunidade de ter essa sensação. Gostaria de destacar a importância da UFRN e de como uma instituição pode representar tão bem o nosso Estado. Temos muitas instituições e organizações importantes, mas nenhuma que tenha a pluralidade e importância da UFRN”, disse o parlamentar enquanto destacava a importância da produção científica da instituição.

A ex-diretora do Centro de Ciências Sociais (CCSA), Maria Arlete Duarte de Araújo, aproveitou sua fala em nome dos homenageados para destacar a importância e a necessidade de valorização da UFRN e de todas as universidades. “Pensar diferente disso é regredir. Cada um aqui tem uma importância na história da UFRN. Meus parabéns a todos os construtores que estão aqui hoje. Essa sessão reconhece a importância que tem a UFRN não só para o RN, mas para todo o Brasil”, disse.

Homenageados
Camila Barbosa dos Santos, Daladier Pessoa da Cunha Lima, Daniella Camila Araújo Dias, Dulce Leda Montenegro, Genibaldo Barros, Geraldo dos Santos Queiroz, João Maria dos Santos (in memoriam), José Ivonildo do Rêgo, Manoel Santa Rosa Macêdo da Silveira, Maria Arlete Duarte de Araújo, Othon Anselmo de Oliveira.

História
Criada em 1958 a UFRN é o principal centro universitário do Estado e possui cinco campi: Natal (Campus Central), Macaíba (Escola Agrícola de Jundiaí), Santa Cruz (Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí), Caicó e Currais Novos (ambos através do Centro de Ensino Superior do Seridó).

Além da graduação, a UFRN mantém diversos programas de pós-graduação (stricto e lato sensu), projetos de pesquisa e extensão, bem como inúmeros polos de Educação à Distância (EAD), educação infantil, ensino técnico e três hospitais universitários (Onofre Lopes, Januário Cicco e Ana Bezerra).

Nenhum comentário