Testemunha de crime é morta em Parnamirim após sua mãe ser surrada



Uma das testemunhas na investigação sobre a morte do empresário Ademar Miranda Neto foi executada na madrugada desta sexta-feira (19) em casa, após sua mãe ser espancada pelos assassinos. Luan Anderson Olinto da Silva, 24 anos, estava jantando na residência da sua família, na Rua Barbados, bairro de Nova esperança, em Parnamirim, quando dois homens armados chegaram ao local.
Ao ver a dupla, ele correu e se trancou em um quarto na casa. Do lado de fora, os dois homens começaram a torturar a mãe dele e avisaram que, se a porta não fosse aberta, ela morreria ali. Era por volta das 20h30. Luan atendeu à exigência. Ao abrir a porta, foi executado com vários tiros dentro do quarto onde tentou se salvar, na frente de pelo menos oito pessoas

Nenhum comentário