Empresário é detido fazendo "gato" em peixaria do Canto do Mangue, em Natal


O proprietário de uma peixaria localizada no Canto do Mangue, bairro das Rocas, Zona Leste de Natal, foi detido pela Polícia Militar no final da manhã desta 3ª feira (09) em mais uma etapa da “Operação Varredura” da Cosern.
Equipes técnicas da concessionária identificaram uma ligação clandestina na unidade consumidora, acionaram a polícia e o empresário foi detido e levado para prestar depoimento na Central de Flagrantes no bairro da Cidade da Esperança.
De acordo com Gilmar Mikeias, Gerente de Recuperação de Energia da Cosern, a “Operação Varredura” foi intensificada nessa tradicional região de comércio de peixes e crustáceos de Natal depois de denúncias anônimas da população e de medições remotas feitas pela área de engenharia da concessionária.
“De janeiro até agora, a Cosern já conseguiu recuperar com a “Operação Varredura” um volume de energia suficiente para abastecer um município do porte de Assu durante um mês”, compara Mikeias. “Contamos com a ajuda da população para que continue denunciando a irregularidade no telefone 116 e no site da Cosern” diz. A Cosern vai continuar com a inspeção em novos locais e também nos que a operação já aconteceu.
O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena pode chegar a 04 anos de reclusão. Além de crime, a fraude representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A infração também provoca perturbações no fornecimento de energia, pode causar queima dos eletrodomésticos, e parte do prejuízo é dividida por todos os consumidores na hora do reajuste tarifário homologado pela Aneel anualmente.
Fotos: Cosern/Divulgação 

Nenhum comentário