Eleições 2020: Macaíba tem quadro indefinido e pré-candidatos em busca de apoios


Um dos municípios mais importantes da Grande Natal, Macaíba se aproxima das eleições 2020 com um quadro político indefinido e vários pré-candidatos a prefeito com seus projetos na rua, mas ainda em busca de apoios na tentativa de viabilizar suas candidaturas. Já em seu segundo mandato, o prefeito Fernando Cunha está fora do jogo eleitoral do próximo ano, mas seu apoio poderá ser decisivo no resultado final, diante da boa aprovação popular de sua administração.
Ainda sem definição de qual lado estará e um nome ainda sem histórico na política local pode acabar surpreendendo. É o ex-Delgado  Normando Feitosa, que  mostrou um bom trabalho na segurança pública do município e, como na eleição passada volta a ter seu nome muito bem avaliado para entrar na corrida eleitoral. Por nunca ter sido político pode sair em vantagem diante do crescimento da vontade popular em renovar os quadros políticos.
 
Ainda na base aliada da Prefeitura, despontam os  nomes  do presidente da Câmara Municipal, Gelson Lima e o do vice- prefeito Auri Simplício.  Gelson já contaria com a simpatia de oito outros vereadores fechados com o seu nome, e tem trabalhado para ampliar o apoio.
O vice-Prefeito Auri Simplício tem intensificado visitas e reuniões nas comunidades e já tem declarado aos mais próximos que estará na disputa de 2020.
Outro nome que pode surgir na disputa é o do vereador Netinho França, com atuação destacada nas redes sociais e com trabalho diário nas ruas da cidade. Filho do ex-prefeito Luizinho, o atual vereador não estaria mais negando que será candidato a prefeito nas eleições vindouras. E, nos bastidores, comenta-se até mesmo a possibilidade dele romper com o prefeito Fernando Cunha para ser candidato pela oposição.
Há ainda a hipótese do partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL, lançar uma candidatura própria a Prefeitura de Macaíba. Neste caso, o nome mais forte é o do presidente estadual da legenda, o coronel Hélio Oliveira, que atua há anos como empresário no município.
Quem tem chances de retornar ao cenário é a ex-prefeita Marília Dias, que foi antagonista da campanha duríssima que acabou vencida por Fernando Cunha em 2016. A ex-gestora, que estaria decidida a deixar a política, parece ter revisto a desistência para atender ao que ela tem considerado um "chamado popular" . Marília  trabalha, mais uma vez, para tentar unir a oposição em torno do seu nome.

Grande Ponto

Nenhum comentário