Natal sedia o lançamento nacional do Palco Giratório do Sesc



A edição 2019 do maior projeto de circulação das artes cênicas foi lançada na capital potiguar na noite desta quinta-feira (28). O evento aconteceu no Imirá Plaza e reuniu representantes da classe artística local, nacional, imprensa e dirigentes da Fecomércio.

“Senti uma satisfação enorme de acolher o lançamento nacional (pela primeira vez em Natal) do programa Palco Giratório, do Sesc. Esta é a 22ª edição do Palco, que é a maior iniciativa de circulação de espetáculos do Brasil, promovendo um intercâmbio riquíssimo entre grupos de todo o país. Nestes 22 anos, foram 642 apresentações e 1.382 horas de oficinas, realizadas por 20 grupos artísticos, alcançando 138 cidades brasileiras”, afirmou o presidente do Sistema Fecomércio, Marcelo Queiroz.

A valorização das linguagens artísticas promovidas há 72 anos pelo Serviço Social do Comércio foi destaque na fala do Diretor Nacional do Sesc, Carlos Artexes.

“Gostaria de registrar a satisfação de estar aqui em Natal para compartilhar este momento singular de valorização da arte. Entender a cultura de um povo é entender melhor um país. Foi emocionante ver o talento potiguar em cena nessa noite mágica”, finaliza Artexes.

O evento de lançamento incluiu apresentações dos grupos Folia de Rua e Zamberacatu e a apresentação do espetáculo “Meu Seridó”. A noite encerrou com o show “Batuque-se”, do cantor potiguar, Sueldo Soares.

A valorização cultural promovida pelo Sesc foi ratificada na fala da atriz do espetáculo “Meu Seridó”, Titina Medeiros. “Gostaria de agradecer o Sesc pela oportunidade de apresentar e levar o Seridó para passear. É uma emoção estarmos participando do projeto e estamos muito emocionados por nossa peça circular o país e representar o Rio Grande do Norte”.

Os artistas são selecionados por meio de uma curadoria formada por 33 profissionais do Sesc de todo o Brasil. A partir de critérios como diversidade de linguagem, regiões do país, faixa etária e trajetória dos artistas, a curadoria mapeia questões e tendências latentes no contexto atual das artes cênicas brasileiras.

Assim como o grupo potiguar Casa de Zoé, a Cia. dos Comuns (RJ) começa a circular pelo Palco. A primeira apresentação acontece nesta sexta-feira (29), às 19h, na Casa da Ribeira com o espetáculo “Traga-me a cabeça de Lima Barreto”. A entrada é gratuita com retirada dos ingressos 1h antes do início do espetáculo.

RN no Palco Giratório

Em 2006, o grupo Clowns de Shakespeare estreou a participação potiguar no projeto com “Muito Barulho por quase Nada" e "Roda Chico". Desde então, o talento potiguar tem sido constante no Palco Giratório com as participações, em 2015 com os grupos: Gira Dança e o espetáculo "Proibido Elefantes" e o grupo Estação de Teatro com "Guerra Formigas e Palhaços". Em 2016, o grupo Carmin rodou o país com "Jacy" e o grupo de Mossoró Cia Pão Doce de Teatro com a peça "A Casatória c'a Defunta”. Em 2017, foi a vez de Alexandre Américo com "cinzas ao Solo" e mais uma vez o grupo Clowns de Shakespeare com "Abrazo".

Em 2018, a Cia Trapiá de Caicó circulou com a peça "P'S", e este ano, o “Meu Seridó” da Casa de Zoé marca o 5º quinto ano consecutivo emplacando grupos e artistas do RN no maior projeto de intercâmbio, circulação e difusão das artes cênicas no país. A programação dos espetáculos que serão apresentados no RN está disponível no www.sescrn.com.br

Serviço:
Espetáculo Palco Giratório “Traga-me a cabeça de Lima Barreto” (Cia. dos comuns/RJ)
Quando? 29.03 (sexta-feira), 19h
Onde? Casa da Ribeira. R. Frei Miguelinho, 52. Ribeira.
Acesso gratuito (retirada dos ingressos 1h antes do início do espetáculo)

Nenhum comentário