O Galo dos Perturbados promete muito agito no carnaval do Polo Centro Histórico



“Eu tava meio triste e todo acanhado / quando cantou o Galo dos Perturbados. // Um som meio magia e todo afinado / fiquei todo feliz a até meio assanhado”. A julgar pelos primeiros versos da canção composta pela letrista e atriz Eliene Albuquerque, não faltará animação e frevo no nono carnaval d’O Galo dos Perturbados, o maior bloco do Centro Histórico.
A agremiação que dará o ar da graça na terça-feira (5), mais uma vez percorrerá as ruas da Cidade Alta e encerrará a folia no Polo Centro Histórico, com palco montado na rua Vigário Bartolomeu. Neste dia, as atrações musicais do polo ficarão por conta do cantor Rodolfo Amaral, cantora Dani Cruz e da banda Skarimbó. Antes, os foliões do Galo se concentrarão no tradicional Bar do Naldo, sede do bloco, a partir de 14 horas. O esquenta será por conta do cantor e tecladista Fabinho Luz, que agitará os foliões até às 17 horas.
A partir daí a banda de frevo composta por 26 músicos, resultado de aprovação no edital de Seleção Pública para o Carnaval Multicultural 2019, agitará os foliões. O edital é iniciativa da Prefeitura de Natal, por meio da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte) e Secretaria Municipal de Cultura (Secult). E às 18 horas, a agremiação ganhará as vias da Cidade Alta em direção à Vigário Bartolomeu.  
Os tradicionais bonecos gigantes nas figuras do Galo – o mascote da agremiação -, do ex-Rei Momo Paulo Maux e do Garçom também se juntarão aos foliões para abrilhantar o bloco. “O Galo resgatou o carnaval do centro histórico e neste ano vai fortalecer o polo. Estimamos contar com cerca de 3,5 mil foliões. A tendência é sempre aumentar”, assinala o diretor do bloco, Naldo Alves. Ele avisa que mesmo sem o abadá, qualquer pessoa com o espírito carnavalesco pode se juntar ao bloco e curtir a fuzarca.
De acordo com ele, em que pese a crise econômica, as 400 camisetas colocadas à venda, ao preço de R$ 25,00, serão adquiridas pelos foliões: “O nosso público não se restringe apenas aos moradores da Cidade Alta. Foliões das Rocas, Alecrim, Felipe Camarão e Cidade Satélite, por exemplo, também frequentam o bloco”.
Prévia
No sábado (2), O Galo dos Perturbados fará uma prévia no Bar do Naldo, com o músico Fabinho Luz, de 18h às 21h, e o cantor Waldick Moral, entre 21h e 24h. E no dia 9 de março, Fabinho Luz volta ao bar para comandar a Ressaca do Galo.
“O carnaval no centro histórico melhorou muito depois do Galo, porque vieram os blocos Nazi Vai à Ribeira, Maria Bonita e as prévias no Bar do Zé Reeira, e isso está fortalecendo o carnaval do centro”, registra Naldo Alves.

Nenhum comentário