Natal e Grande Natal recebem instituto oftalmológico que atenderá 300 pessoas por dia



Natal e Grande Natal estão prestes a receber uma grande iniciativa voltada para a saúde – especificamente, à área oftalmológica: o Instituto Banco de Olhos dos Lions Clubes do RN (IBOL-RN). O projeto está em sua reta final de construção. Assim que estiver pronto, o hospital prestará serviços médicos oftalmológicos, como exames, consultas e cirurgias de pequena a grande complexidade.
Médico, membro da organização Lions Clubes e presidente da diretoria-executiva do IBOL-RN, Ricardo Gurgel explicou como o hospital funcionará quando estiver pronto. “O IBOL terá capacidade para atender 300 pessoas por dia só na parte de consultas oftalmológicas, fora exames consequentes desses atendimentos, como os de retina; de campos visuais; de glaucoma e cirurgias”, contou.
O prédio, que possui 1200m² (600m² em cada andar), terá duas salas que deverão receber de 30 a 40 cirurgias diárias, duas enfermarias e seis consultórios. “Será um grande incremento para aquela região de São Gonçalo do Amarante, Ceará-Mirim, Extremoz, e Natal”, comemorou.
O IBOL, administrado pelo Lions Clubes, está localizado na Rua Viana, nº 206, no Conjunto Amarante, em São Gonçalo. Ao todo, a obra está orçada em R$ 1.807.428,21. Segundo Ricardo Gurgel, com mais R$ 350 mil a construção será finalizada, restando apenas equipar o instituto – o médico crê que seria necessário mais R$ 1 milhão para tanto.
“Essa parte será mais fácil, porque as prefeituras poderão nos ajudar, bem como o Estado, e os parlamentares estaduais e federais. Não existe dinheiro no âmbito federal para construções, a não ser de um órgão público, o que não é o nosso caso”, esclareceu o oftalmologista.
Oftalmologista Ricardo Gurgel, presidente da diretoria-executiva do IBOL-RN – créditos: José Aldenir / Agora Imagens
Os recursos utilizados para a construção do IBOL nasceram de um convênio com o Governo do Estado, iniciado na gestão de Wilma de Faria, passando pela de Rosalba Ciarlini (PP) e Robinson Faria (PSD).
“Wilma firmou convênio conosco na ordem de R$ 1.323.000,00, dos quais 1.123.000,00 o Estado doaria, e R$ 200 mil seriam de nossa parte. O Governo nos deu o dinheiro em novembro de 2009, mas por causa de trâmites burocráticos, só conseguimos começar a obra um ano depois”, disse Gurgel.
Além do convênio com o Executivo, o IBOL também recebeu emendas parlamentares de deputados estaduais e federais. O deputado federal Antonio Jácome (PODE), também membro dos Lions Clubes, conseguiu, juntamente a seu filho e deputado estadual, Jacó Jácome (PSD), mais R$ 285 mil para o projeto. A projeção é que surja uma emenda coletiva na Assembleia Legislativa, e que parcerias com a firma que cuida do Aeroporto de Natal, com a Coteminas, Carajás e com o grupo Guararapes facilitem a conclusão do instituto.
O IBOL atenderá, especialmente, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), mas de acordo com Ricardo Gurgel, convênios com prefeituras e planos de saúde também serão contemplados. Outra expectativa é que o instituto sirva de destino para estagiários e, no futuro, para residência médica voltada para oftalmologia.
“Esta é uma iniciativa de grande importância para população, que vai ter cuidados oftalmológicos com equipamentos de ponta. Faremos transplantes de córneas e teremos um banco de olhos na parte superior. Para nós, essa vai ser a maior obra ‘leonística’ do RN, vamos ter maior referência e visibilidade para angariar novos membros em Natal e na Grande Natal”.
Campanhas
Com o intuito de angariar fundos para concluir as obras do IBOL, os responsáveis pelo projeto também realizam campanhas. A segunda delas, até agora, acontece no domingo, 9 de dezembro, quando serão sorteados um Renault Kwid, um notebook e um iPhone, por meio de cartelas no valor de R$ 50 cada. O sorteio será às 13h nas instalações do IBOL.
Lions Clubes
Os Lions Clubes é uma organização voltada para auxiliar a sociedade em diversos campos. De acordo com Ricardo Gurgel, a “mola-mestre” dos Lions Clubes é o combate à cegueira, por isso o interesse na construção do IBOL-RN. Atualmente os Lions Clubes estão presente em 214 países ou regiões geográficos.
“O IBOL nasceu no desejo de fazer o que o Lions mais tem nos recomendado: o combate à cegueira. Uma das molas-mestras do leonismo é a visão. Além disso, os Lions Clubes também atua na preservação do meio-ambiente e no combate ao câncer infantil, à fome e à diabetes”, concluiu.

agorarn

Nenhum comentário