Ponta Negra recebe Feira de Artes e Antiguidades de Natal neste fim de semana



Realizada há 06 anos pela Organização Potiguar para o Desenvolvimento Sustentável – OPDS, a Feira de Artes e Antiguidades de Natal traz uma proposta de ações integradas que abrangem artes plásticas, antiguidades, artesanato, dança, música e gastronomia, valorizando a cultura e raízes do povo potiguar.
A Feira chega a sua 58ª edição nos dias 23 e 24 de novembro (sexta e sábado), na Praça Henrique Carloni (Praça do Disco Voador), bairro de Ponta Negra com programação das 16 às 22h, com diversas atividades culturais, opções gastronômicas, música ao vivo, artesanato e entretenimento na busca e estímulo à uma economia cada vez mais solidária, criativa, embasada no consumo consciente e na valorização da produção local, ressignificação a ocupação do espaço público e como alternativa qualificada aos moradores da cidade e visitantes.
Para Graça Oliveira, coordenadora e idealizadora do projeto, a Feira é uma oportunidade de geração de renda para um grupo que varia de 50 a 60 expositores. “A Feira recebe em média 1.200 pessoas ao dia e já se consolidou com oportunidade de lazer para as famílias potigures”, finaliza Graça.
  
Sobre a Feira
A Feira de Artes e Antiguidades de Natal acontece há seis anos, com edições mensais, quase sempre no último final de semana/mês, na Praça Henrique Carloni (Praça do Disco Voador), bairro de Ponta Negra com programação das 16 às 22h.
Os expositores que participam dessa ação cultural são identificados, selecionados por uma curadoria, que assegura um procedimento democrático, proporcionando a participação sistemática de novos valores e habilidades artísticas.
A Feira de Artes e Antiguidades de Natal é concebida e organizada para proporcionar ao público visitante e expositores, uma vivência de lazer segura e integrada, possibilitando a interação de uma experiência cultural valiosa que garanta a ampliação do repertorio, a formação cidadã, o desenvolvimento do senso crítico, assim como o interesse pelas artes e novas praticas cotidianas no âmbito do espaço publico.

Nenhum comentário