Atleta busca ajuda para competir fazendo "vaquinha" na internet




O Atleta Faixa Preta de Karatê Jefferson Alves da Silva, morador de Extremoz está realizando nas redes sociais uma "vaquinha" para custear as despesas para poder participar de competições em nível nacional. 
O atleta é detentor de vários títulos segundo postou na sua página e participará de etapas mundiais encerrando nas olimpíadas de 2020.
Quem desejar contribuir com o atleta deve acessar o link  

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/vaquinha-do-atleta-jefferson-alves-karate

VEJA NA ÍNTEGRA O TEXTO DO ATLETA PUBLICADO NA SUA PÁGINA

Meu nome e Jefferson Alves da Silva, tenho 25 anos, sou faixa Preta de Karatê (1°Dan), praticante desde os 10 anos de idade. Sou atleta de alto rendimento pela CBK- Confederaçao Brasileira de karatê, integrante da Seleção Brasileira de Karatê e atleta da Seleção do Río Grande do Norte de karatê- FNK. Sou medalhista em diversas competições estaduais e nacionais, também tenho duas participações em etapas da Liga Mundial. Acúmulo mais de 150 títulos, desde o início da minha carreira no esporte. Infelizmente, até hoje nunca obtive nenhuma ajuda financeira/patrocínio para arca com as despesas das competições (passagens aéreas, taxas de inscrição, hospedagem, alimentação e equipamentos), o que me impede, muitas vezes, de participar de competições importantes para minha carreira e crescimento no esporte. Tendo assim, que ir atrás de outros recursos como rifas, contribuições pequenas de um ou outro, havendo sempre o desgaste, pois demanda tempo e muitas vezes não consigo atingir o valor esperado, tendo que arcar do próprio bolso. Para 2018 e 2019 tenho como um dos meus maiores sonhos poder participar das Etapas do Circuito Mundial da WKF, onde somando pontos no Ranking Mundial em minha categoria, terei chances de em 2019 disputar outras etapas para buscar o índice Olímpico para Tóquio 2020. Há também diversas competições nacionais, como Opens que somam pontos para o Ranking Brasileiro, etapas clássica teorias para o campeonato Brasileiro, campeonato Estadual e Nacional, que acontecem em diversos Estados por todo o Brasil. A vida de atleta não é fácil. Rotinas pesadas de treinamentos físicos, técnicos e psicológicos, alimentação regulada, acompanhamento com médicos e fisioterapeutas. Mas infelizmente o fator financeiro é o que me impede de evoluir e conseguir chegar ao topo e conquistar todos os meus objetivos, pois ainda são poucas pessoas que acreditam e investem no esporte.

Nenhum comentário