Policiamento ostensivo garante segurança na área turística de Natal


Enquanto o Ceará adentra o quinto dia de ataques criminosos provocados por facções rivais e o estado de Roraima vive o mesmo terror com incêndios em prédios públicos, agências bancárias e veículos, Natal assistiu mais uma operação de policiamento ostensivo com reforço na orla para garantir a segurança da população e do turista em Natal.

“O turismo é a principal fonte de renda do Estado potiguar. E a segurança é um dos itens mais exigidos por qualquer turista no mundo. Então, essa equação Turismo e Segurança precisa estar alinhada para garantir essa receita para nosso Estado. E foi isso que vimos neste fim de semana e torcemos que perdure”, estimou o secretário estadual de Turismo, Manuel Gaspar.

E de fato irá perdurar. Segundo o assessor de imprensa da Polícia Militar e ex-comandante da Companhia Independente de Policiamento Turístico, Eduardo Franco, o reforço no policiamento nas áreas de interesse turístico da capital será mantido não só nos fins de semana, mas também durante os dias úteis. “É um investimento necessário. Precisamos manter a boa repercussão do setor para manter essa receita ao Estado”, frisou Franco.

“O policiamento no corredor turístico garante não só a segurança dos turistas, mas de toda a população que circula na região, como funcionários dos hotéis, bares e restaurantes. Portanto a presença do Estado, da Polícia evita pequenos furtos e o aumento dos índices de violência, garantindo melhores resultados para o segmento”, opinou o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, José Odécio.

Odécio ressaltou ainda que o trade turístico tem acompanhado de perto as operações policiais e garante que a iniciativa privada irá contribuir com o que for necessário. “Estamos prontos a colaborar no que for preciso para a manutenção dessas operações no corredor turístico, porque de fato, é uma área sensível ao turismo da cidade”, concluiu o presidente da ABIH/RN.

Números da Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social do RN apontam queda de 13,6% no número de homicídios no Rio Grande do Norte durante o primeiro semestre de 2018, se comparado ao mesmo período de 2017. O índice de roubos caiu 17% também nos seis primeiros meses do ano, se comparado ao primeiro semestre do ano passado.

Nenhum comentário