Em um intervalo de dez horas 12 pessoas foram mortas no RN


Doze pessoas foram mortas com disparos de arma de fogo na região metropolitana de Natal em um intervalo de 10 horas, entre às 17h desta sexta-feira (8) e às 3h deste sábado (9). Nove residiam na zona de Natal, outras duas na zona Leste e uma na zona Oeste. Uma idosa e um outro homem, que estavam próximos a alguma das vítimas no momento do crime, também foram feridos.
*A maioria dos crimes ocorreu na zona norte da capital potiguar*
No loteamento José Sarney, na zona Norte de Natal, um jovem de 22 anos foi executado na frente de casa com seis disparos pouco tempo depois, por volta das 20h. Segundo a Polícia Militar, o crime foi praticado por dois homens que chegaram em uma moto e partiram logo após os tiros. Uma senhora de 66 anos, que estava perto do local, na mesma rua, foi atingida por uma bala perdida na perna e socorrida ao hospital.
Em horário semelhante, foi a vez de um outro homem, de 31 anos, ser morto de forma semelhante: com disparos de arma de fogo e diante de casa, localizada no loteamento Boa Esperança, zona Norte. Segundo a Polícia Militar, ele brincava com os filhos em casa, quando foi chamado para o lado de fora por amigos. Minutos depois, foi assassinado. Assim como o primeiro caso, a Polícia relatou que os autores foram dois homens em uma motocicleta, que fugiram após os disparos e não foram mais vistos.
O restante dos homicídios ocorreram ao longo da noite. Ao todo, entre o início da sexta e a madrugada do sábado, foram 13 homicídios na região metropolitana de Natal. O primeiro foi a morte do policial militar Melqui Djalcy Rodrigues, no fim da tarde. Logo após o seu assassinato, um suspeito envolvido no crime morreu em confronto com a Polícia, no bairro de Nossa Senhora da Apresentação.

Nenhum comentário