Mãe moradora de Extremoz pede ajuda em redes sociais para filho com doença grave que se automutila



Gostaria de apresentar a vocês a história de Rayllan, um menino de 9 anos, de uma família bastante humilde, que mora na zona rural de Extremoz. Em razão de várias deficiências físicas e mentais, ele não anda, não fala, não consegue comer comidas sólidas e tem os braços, mãos, pernas e pés atrofiados. E o pior de tudo: ele se automutila, mordendo os lábios e os dedos das mãos até arrancar partes deles.

Não há ainda um diagnóstico preciso para explicar o porquê da automutilação. Além disso, sua mãe, Raiani, precisa de ajuda para custear o tratamento e algumas necessidades básicas do Rayllan, especialmente as seguintes:

1) Fraldas infantis, tamanho M, pois ele tem incontinência e não consegue avisar à mãe quando precisa ir ao banheiro;

2) Latas de Nutren Júnior, 400g cada, por mês, pois ele não mastiga comidas sólidas;

3) Uma cadeira de rodas especial, com custo estimado de R$ 2.700,00 (como seu corpo tem várias deformações, uma cadeira normal é até perigosa para ele);

4) Um cirurgião plástico, buco-facial ou um dentista, para analisar a situação dos seus lábios (já muito danificados pela mutilação) e dentes; e

5) Remédios psiquiátricos, para controlar seus ataques de automutilação.
Qualquer contato pode ser feito pelo Whatsapp da mãe Raiane para conhecer melhor a história da criança ou até mesmo fazer uma visita. (84) 99687-1985.

DOAÇÕES

As doações em dinheiro podem ser feitas através deste link: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/juntos-pelo-rayllan-raimundo-alves-bezerra-neto, ou diretamente na conta bancária de sua mãe:

Banco: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Agência: 2010 | Operação: 013 | Conta: 00121809-5
Titular: RAIANI D S NASCIMENTO (mãe de Rayllan)




Nenhum comentário