Governador integra lista dos ‘100 mais influentes da energia eólica’ e cita fábrica que será construída em Extremoz


Do governador Robinson Faria, ressaltando o papel do Rio Grande do Norte na posição do Brasil como produtor de energia eólica na sua rede social.

Abaixo uma das reportagens da revista que destaca o Rio Grande do Norte

O Brasil subiu mais uma posição e assumiu o sétimo lugar entre os países com maior geração de energia eólica no mundo, ultrapassando o Canadá, que caiu para a oitava posição.

Em termos de expansão de potência, o País mantém o quinto lugar, com 2,5 GW em 2016.

Os dados são do “Boletim de Energia Eólica Brasil e Mundo – Base 2016” produzido pelo Ministério e Minas e Energia (MME).

A situação favorável da fonte eólica brasileira também é destaque no fator de capacidade (FC). De 2000 para 2016 o Brasil passou de um FC médio de 20% para 41,6%.

No mundo, esses indicadores foram de 22% e 24,7%, respectivamente. Observa-se que de um FC abaixo do mundial em 2000, o Brasil evoluiu para um indicador 68% superior.

Dentre os estados brasileiros, o Rio Grande do Norte apresentou a maior proporção na geração eólica em 2016, com 34,7%, seguido do Ceará com 18,8%.

thaisagalvao.com.br

Nenhum comentário