Sem chuvas, avenida Moema Tinôco estará concluída em seis meses

Foto: José Aldenir / Agora Imagens - 

A depender do regime de chuvas deste primeiro semestre – o grande pesadelo de qualquer obra pública -, a primeira parte da duplicação da Avenida Moema Tinoco, inclusive o término do viaduto da Redinha, estará concluída em seis meses, segundo apurou o Agora RN.
As alças de acesso ao viaduto até a entrada de Genipabu em mão dupla fazem parte da primeira parte do cronograma.
O pagamento de R$ 11,8 milhões em desapropriações de 173 imóveis, ocorrido em setembro último, auxiliou muito no ritmo dos trabalhos. Em compensação, a lentidão nesse processo tira da segunda e terceira fases qualquer possibilidade de uma previsão.
Considerada uma das principais obras de mobilidade do Governo do Estado, a duplicação da Moema Tinoco integra o Pró-Transporte, que prevê eixos em pista dupla na Zona Norte de Natal ao longo de 15km de vias até Jenipabu.
No total prevê a desapropriação de 393 imóveis. Até setembro, o montante pago pelo Governo do Estado somava 44,03% dessa meta. Os restantes 55,97% ou 220 imóveis são o maior impeditivo para que se façam previsões minimamente otimistas sobre a conclusões da obra.

agorarn

Nenhum comentário