Estrutura da Árvore de Mirassol corre risco de desabar, alerta vereador


O vereador Cícero Martins (PTB) foi avisado, por trabalhadores que instalaram a Árvore de Mirassol, em dezembro de 2017, que a estrutura de 114 metros da decoração está sob risco de desabar. O parlamentar explicou que foi alertado que a sustentação da Árvore foi feita de forma precária.
“A Árvore está no local sem o alvará do Corpo de Bombeiros, sofreu uma inclinação na estrutura, que, além de velha e enferrujada, está sendo sustentada por cordas e levando risco a centenas de pessoas que frequentam a região”, declarou.
Cícero criticou o perigo decorrente da falta de estrutura da árvore, embora sua montagem tenha custado caro, e tenha sido entregue apenas na metade de dezembro. “Apesar de ter o custo de R$ 4,65 milhões, as árvores chegaram com um atraso de 15 dias, mas o povo pagou pelo contrato todo. Agora lá em cima há gambiarras de todo tipo e qualidade, ausência de Técnicos do Trabalho e risco de acidente iminente”.
O vereador ainda lembrou incidente grave ocorrido durante gestão do prefeito Carlos Eduardo (PDT) em 2004 para corroborar sua preocupação. “Tenho medo de acontecer o que ocorreu em 2004, na gestão desse mesmo prefeito, quando desabou o teto da quadra da Escola Municipal Marise Paiva, ferindo diversos alunos, pais e funcionários”, pontuou.
LAUDO TÉCNICO
Ao tomar conhecimento das denúncias nesta segunda-feira, o presidente do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia no RN (Ibape), Luiz Cláudio Lima, anunciou que o órgão irá reunir uma junta de profissionais para realizar uma inspeção na Árvore de Mirassol.
Engenheiro civil pós-graduado em Engenharia Diagnóstica, Luiz Cláudio diz que o Ibape fará a avaliação gratuitamente para subsidiar as autoridades na tomada de providências, caso sejam constatadas irregularidades.
“Temos no Ibape os mais renomados peritos de engenharia e nos colocamos à disposição da sociedade para avaliar este caso em particular. O Instituto possui essa atribuição aqui no estado e, como tal, não poderia se calar diante de um assunto tão técnico”, destaca o presidente.
De acordo com o engenheiro, o laudo técnico deverá ser concluído até o final desta semana.
*Atualizada às 21h48 para acréscimo de informações.


agorarn

Nenhum comentário