Sondado por partidos, Roberto Coelho estuda possível candidatura em 2018


As cooperativas potiguares poderão ter uma representação sólida e de credibilidade nas eleições em 2018. O presidente da Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Norte (OCERN), Roberto Coelho, foi sondado como possível candidato a uma vaga no Congresso Federal ou ao Senado. A iniciativa partiu de uma coligação entre partidos políticos de renome nacional que, após uma pesquisa em âmbito estadual apontar o líder do cooperativismo no Estado como um forte nome para o pleito, realizou o convite a Roberto, que ainda analisa a proposta.
“Ainda é cedo para falarmos em candidatura, mas enxergamos este convite como a possibilidade de que o cooperativismo potiguar possa ter, de fato, uma representação política que conheça de perto as necessidades reais das nossas cooperativas e das diversas famílias que estão ligadas ao cooperativismo potiguar. As pessoas do nosso Estado tem uma relação forte com as cooperativas, já que elas estão inseridas na sociedade e possuem uma forte representatividade em diversos setores da economia do norte-riograndense”, destacou Roberto.
Com 40 anos de militância, Roberto Coelho da Silva é um dos principais líderes do cooperativismo Brasileiro. Iniciou sua carreira como Engenheiro Eletricista (formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte) e se destacou na atuação das cooperativas na eletrificação rural que, na década de 1980, foram responsáveis por levar energia a cerca de 90% do Estado.
Roberto participou, ainda, do movimento elaborado pela Organização das Cooperativas Brasileiras que possibilitou a criação do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOP), em 1999, do qual também é presidente da Unidade Estadual.

Nenhum comentário