Pinacoteca expõe obras de Iaperi Araújo na mostra “50 Tons de Naifes”


A Pinacoteca do Rio Grande do Norte recebe está com três mostras que vão expor mais de 200 obras de artistas potiguares. Uma destas exposições é a do pintor Iaperi Araújo, intitulada “50 Tons de Naifes”, que busca expressar e traduzir a cultura popular na tela.

“Naifes é um estilo baseado na pintura popular; essa modalidade ou é muito simples ou muito enfeitada – não tem meio termo. Usam-se cores primárias, como o azul e vermelho, e temas da vivência popular. A naïf busca expressar ou a realidade, como uma mulher colhendo algodão no campo, ou algo mais folclórico, como lobisomens, bichos do imaginário… É um estilo baseado na cultura popular”, explicou Iaperi ao Jornal Agora RN.
Ao todo, Iaperi expõe 50 quadros pequenos (21×21), usando não apenas o estilo naïf, mas também a temática naïf, trazendo pinturas que exibem cangaceiros, onças, lagartixas, cabras e elementos do cotidiano, imaginário e devoção do povo. Baseando-se no título da obra “50 Tons de Cinza”, o pintor conta que sua exposição também é uma homenagem ao seu falecido irmão Iaponi Araújo, artista que se destacou no Rio Grande do Norte e no Rio de Janeiro, onde exibiu suas obras no Salão Nacional de Arte Moderna; se ele fosse vivo, estaria completando 75 anos.
A exposição ficará aberta ao público até janeiro, juntamente a outras duas mostras: “Nasce Natal”, com reproduções de 80 cartões postais ampliados da cidade, de 1906 até a década de 1930, e “Estação Verão”, com 80 quadros de artistas principiantes. Além destes 210 quadros, a Fundação José Augusto possui mais 150 telas, outras 300 em Caicó, e ainda 300 em Mossoró. Ao todo, os potiguares podem apreciar mais de 900 obras.

Nenhum comentário