George Soares chama a atenção para redução de investimentos da Petrobras no RN

Crédito da Foto: João Gilberto
 
O deputado George Soares (PR) chamou a atenção durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (9) para a redução de investimentos da Petrobras no Rio Grande do Norte. O parlamentar apresentou dados divulgados pela imprensa, segundo os quais, em 2016 a estatal investiu no RN apenas 22,5 por cento do valor que investia em 2009. Naquele ano o estado recebeu US$ 906 milhões em investimentos nas unidades de produção da petrolífera estatal.

“No ano passado esses investimentos caíram para apenas US$ 204 milhões de dólares, segundo divulgou a própria Petrobras e em resposta a essa denúncia, a empresa divulgou esta semana que atualmente está investindo R$ 800 milhões no RN, para as atividades de produção, e exploração e refino de petróleo, em dois polos terrestres, um deles em Riacho da Forquilha, entre Apodi e Governador Dix-sept Rosado, e o outro em Macau, além de um polo marítimo, chamado de Rio Grande do Norte Mar”, disse George Soares.

George ressaltou que os polos de Riacho da Forquilha e de Macau foram colocados recentemente à venda e não apareceram compradores, porque os poços lá localizados são considerados maduros, ou seja, já estão no final de sua produção e o petróleo lá ainda existente não apresenta mais rentabilidade comercial.

Para o parlamentar, mesmo com a resposta da Petrobras, é evidente que a exploração de petróleo em terra no Rio Grande do Norte está chegando ao seu fim. “A empresa está em fase irreversível de redução de gastos com pessoal, vendendo ativos e se voltando cada vez mais para a exploração do pré-sal. Isso deixa de fora o RN nos grandes projetos da Petrobras”. George Soares destacou ainda que atualmente a produção de petróleo e gás no RN representa dois por cento da produção nacional.

“Isso é lamentável. Não apenas pelo debacle que esse fato causa à economia do Rio Grande do Norte, mas, principalmente, pela constatação de que praticamente quase nada tem sido feito para compensar esse previsível fim da exploração de petróleo em solo potiguar. Lutamos por uma grande refinaria e fomos afastados da disputa; nunca passamos de meros fornecedores de matéria prima, quando comparados com o Ceará, Pernambuco e Bahia, que tiveram a oportunidade, lutaram e conseguiram criar seus próprios polos industriais derivados do petróleo”, lamentou George.

O deputado lembrou ainda dos municípios que serão prejudicados com a queda de repasse dos royalties e disse que é preciso rever as políticas públicas no que diz respeito ao incentivo e ao incremento das vocações econômicas do Rio Grande do Norte, entre elas a agricultura, o turismo, a mineração e, principalmente, a geração de energias alternativas e pediu o apoio do Governo do Estado e da Bancada Federal para que o RN possa se beneficiar e se destaque na geração de emprego e renda.

CDP de Jucurutu

Ainda durante a sessão, o deputado George Soares pediu atenção para o município de Jucurutu. Segundo ele a transferência de número significativo de presos de alta periculosidade para o Centro de Detenção Provisória da cidade provocou aumento no índice de criminalidade. “Já foram registrados uma série de assaltos ao comércio, casas lotéricas e propriedades. Não podemos deixar que uma cidade pacata viva essa transtorno”, lamentou. O parlamentar afirmou que enviará requerimento para a secretaria de Segurança Pública solicitando uma medida. 

Nenhum comentário