Discussão sobre projeto de reordenamento do Alecrim é adiada para janeiro


Para não prejudicar as vendas dos ambulantes no período natalino, a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), adiou para o dia 31 de janeiro de 2018 a discussão sobre o projeto de reordenamento do Alecrim. 

A data foi definida após uma audiência realizada na quinta-feira (9), entre o titular da Semsur, Jonny Costa, e a comissão formada pelos comerciantes informais do bairro. Também participaram da reunião o advogado Araken Farias e o vereador Sandro Pimentel.

Durante a audiência, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos se comprometeu em buscar até o dia 31 de janeiro do ano que vem um local definitivo para o remanejamento dos ambulantes. 

Atualmente a Prefeitura conta com possibilidade de utilizar uma área conhecida como Feira do Fogo, localizada na esquina das avenidas Coronel Estevam e Presidente Quaresma. Há um projeto pré-existente para a região que poderia atender os comerciantes que seriam remanejados para as obras de readequação das calçadas. A proposta foi lançada à comissão e está em discussão.

A Semsur busca ainda outras alternativas para o remanejamento dos ambulantes. De acordo com o secretário Jonny Costa, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) está realizando a identificação de áreas de domínio da prefeitura para a construção de uma edificação que possa atender os 382 comerciantes identificados após o levantamento realizado no mês de outubro. A prefeitura busca também o apoio da bancada federal do Rio Grande do Norte para a disponibilização verbas por meio de emenda do orçamento da União. Já a comissão dos ambulantes busca viabilizar junto ao Governo do Estado, a cessão do terreno que abriga o antigo Detran, localizado na esquina da Avenida Coronel Estevão com a Avenida Presidente Bandeira. 

“Só a partir de 31 de janeiro a Semsur irá dar qualquer autorização para intervenção naquela área. Esse tempo de suspensão será utilizado para tentarmos resolver o problema de acomodação dos comerciantes informais”, destacou, Jonny Costa.

Nenhum comentário