Cantora Dani Cruz realiza roda "Samba de Sereia"


A cantora Dani Cruz irá realizar no próximo dia 26 a roda de samba “Samba de Sereia” em comemoração ao seu aniversário.

Desde 2016, era um desejo da artista reunir os amigos em uma grande festa para celebrar mais um ano de vida, e nada melhor que uma roda samba em uma tarde em frente ao mar, uma das paixões de Dani, com muita música e alegria.

O nome do evento faz referência ao samba de Candeia "O mar serenou", conhecido principalmente pela interpretação de Clara Nunes.

Partindo também dessa ideia, Dani trará um repertório de sambas consagrados por grandes mulheres da música brasileira como Alcione, Dona Ivone Lara, Maria Rita, Valéria Oliveira e Khrystal, todas referências na carreira de Dani.

A banda será formada por Robson Lopes (cavaquinho), Nino Costa (violão 6 cordas), Rafael Tavares (violão 7 cordas), Kellyney Silva (percussão), Cicinho (percussão) e Renato Nascimento (percussão). E para completar o time de peso Dani receberá convidados super especiais: Matheus Magalhães, Arquivo Vivo, Rafa Barros, Valéria Oliveira, Dodora Cardoso, Família Pádua e Bia Nagel.

SERVIÇO

Dani Cruz – Roda Samba de Sereia
Abertura: Amanda Lisboa (discotecagem/música brasileira)
Exposição: LuAna Cavalcante (O Ser de Luana) e Ian Rassari
Produção: Oz Produções
Apoio: Espaço Luz, O Ser de Luana, La Luna Bar e Petiscaria, HudCoiffeur, DeOliveira e Sollar Comunicação

Dia: 26 de novembro

Horários:
15-16h: Amanda Lisboa
16-19h: Roda Samba de Sereia
19-21h: Jam Session

Local: Espaço Luz (Av. Presidente Café Filho, 197, Praia dos Artistas)

Ingressos:
1º lote: R$10,00
2º lote: R$15,00
3º lote: R$20,00

Vendas:
La Luna Bar e Petiscaria
Rua Alameda das Acácias  nº10 - Neópolis -Natal/RN
Vendas online:
bit.ly/ingressosambadesereia

Mais informações: Carol Queiroz (84) 988087539
Sobre Dani Cruz
Dani Cruz deu seus primeiros passos no cenário musical da cidade em 2012, quando participou da Semana de Música organizada pela UFRN juntamente com o Quarteto Clandestino (Nino Costa, Gabriel Tomala, Matheus Jardim e Renato Carvalho). A partir daí apresentou-se em diversos locais da cena artística, além de participar de recitais na Escola de Música da UFRN.
No ano seguinte, começou a fazer parte da banda do músico Antônio de Pádua, participando da programação do “Natal em Natal” e do “Réveillon de Ponta Negra”.
Em 2014, formou o “Dani Cruz Trio” momento em que passou a atuar com mais regularidade nas suas apresentações, apoiada pelos seus amigos e músicos parceiros: Nino Costa (guitarrista) e Daniel Ribeiro (baixista). O trio apresenta ao público shows como o “Passagem de Samba”, variando entre repertórios voltados para o samba enredo e o samba jazz. Paralelamente, em uma pegada mais intimista, o projeto “Dito o ritmo” traz um repertório que marca momentos distintos na vida da cantora e mostram sua personalidade: inquieta, dinâmica e alegre.
Uma marca do reconhecimento de seu trabalho foi a indicação à categoria “Revelação do Ano” no Prêmio Hangar de Música de 2015, além da postagem de uma de suas músicas autorais “Minha receita” na fanpage “Brasileiríssimos” – uma mídia importante na divulgação dos trabalhos autorais dos artistas brasileiros – dando visibilidade nacional a seu trabalho.
A diversidade do seu estilo abre as possibilidades para diversos trabalhos. Em decorrência disso, recebeu alguns convites a projetos dentro do gênero do samba como o atual Ribeira Boêmia e também a prévias do bloco natalense no carnaval de Olinda “Invasão Potiguara”, entre outros. Além disso, também começou a incorporar algumas canções autorais aos seus shows, em parceria com o músico Nino Costa. Sem deixar de lado as influências do jazz e gêneros de matrizes africanas, que passaram a ser sua marca.
Em 2016, participou da programação do Carnaval Multicultural de Natal na noite das cantoras Khrystal e Margareth Menezes, em Ponta Negra, além de ter sido selecionada no edital Música é Energia, do Som sem Plugs, no qual mostrou seu trabalho autoral, gravando duas produções audiovisuais exclusivas. Em maio, foi convidada para abrir a edição do Fest Bossa&Jazz, em São Miguel do Gostoso, aonde apresentou seu show “Elas”, com repertório composto apenas por compositoras nacionais.
Em todos esses projetos, a cantora começou a introduzir mais do seu trabalho autoral “Incorporar”, no qual está trabalhando em 2017.  

Nenhum comentário