A revolução no rock: o Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band


Até hoje, o Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band é apontado pela crítica musical e por fãs de rock and roll como um “divisor de águas”. Lançado no dia 1º de junho de 1967 em long play (LP), ele foi o oitavo álbum dos Beatles.
 
“A revolução no rock” procura entender essa transformação analisando contexto histórico, concepção do álbum e gravação de cada faixa. Além disso, foi observada a repercussão do disco junto ao público, crítica e bandas do gênero. Tudo isso para conhecer as contribuições do Sgt. Pepper para a história do rock, as influências do álbum para o referido panorama musical.
 
O livro é resultado de uma pesquisa acadêmica defendida no curso de História da UECE em junho de 2013. Em homenagem aos 50 anos do álbum, o trabalho foi reeditado. Desta vez, com uma linguagem mais simples e menos teórica, voltada para o grande público. A leitura é indicada para todos que gostam de rock and roll e querem entender melhor como gênero se tornou o que é hoje.
 
A obra está dividida em três capítulos. O primeiro fala da história do rock, o surgimento dos Beatles e dos acontecimentos que antecederam e influenciaram a produção do Sgt. Pepper. O segundo fala como o disco foi pensado e o dia a dia da produção de cada música, além da elaboração da capa, famosa por ser cheia de elementos e conter o rosto de várias personalidades.
 
Por fim, no terceiro capítulo, são apontadas as contribuições que o álbum trouxe para o rock, como isso impactou outras bandas do gênero e a própria indústria fonográfica. Antes de finalizar, é feita ainda uma discussão sobre o que é rock e como o Sgt. Pepper poderia ser classificado, uma vez que o disco foi bastante diferente de tudo que vinha sendo produzido até então.
 

Nenhum comentário