Reurbanização do Alecrim é tema de nova reunião entre Prefeitura e ambulantes


A Prefeitura do Natal deu continuidade a discussão do projeto de reurbanização da área comercial do Alecrim. Nesta sexta-feira, 13, o secretário Municipal de Serviços Urbanos, Jonny de Araújo Costa, se reuniu com a comissão criada pelos comerciantes informais do bairro, o advogado Araken Farias e os vereadores Sandro Pimentel e Cícero Martins.
Esta é a segunda reunião realizada entre a Semsur e os ambulantes. A primeira aconteceu no dia 6 de outubro, quando ficou acordada – por parte dos comerciantes – a realização de uma coleta de informações sobre os trabalhadores que atuam nas ruas Manoel Miranda e Leonel Leite.
Os dados preliminares dos comerciantes foram apresentados à secretaria na tarde desta sexta-feira, 13, e a listagem final será entregue em uma nova reunião, marcada para o dia 23 de outubro, na sede da Semsur, na Ribeira. Nesta data, a secretaria irá apresentar uma listagem com dados quantitativos dos trabalhadores que atuam nas ruas, bem como a sua localização.
A Semsur manteve o tom de diálogo e apresentou um possível espaço que pode ser utilizado pelos comerciantes informais licenciados. O projeto é de 2014 e é referente a área conhecida como Feira do Fogo.
“Há um espaço no Alecrim, em que já existe um projeto da prefeitura, mas que não pode ser implementado porque os recursos federais que foram liberados não podiam ser empregados naquela obra. Vamos solicitar a nossa equipe de engenharia e arquitetura para que haja adequação desse projeto, de forma a ampliar a capacidade de acolhimento desses espaços para o comércio informal”, explicou Jonny Costa.
Apesar da sugestão apresentada pelo titular da Semsur aos ambulantes, a prospecção dos espaços capazes de receber os comerciantes ainda está em fase inicial e o local só será definido após novas reuniões.
O projeto de reordenamento do Alecrim vai englobar a urbanização das calçadas, a reforma e recomposição da Praça Gentil Ferreira, a reorganização do obelisco para colocação do relógio, marco histórico do bairro, modernização de iluminação pública e ainda a instalação de um sistema integrado de câmeras, que será operado pela Guarda Municipal e disponibilizado para a área de segurança do Governo do Estado.
AGORARN.COM.BR

Nenhum comentário