Souza defende pleito da indústria salineira ao lado de outros políticos e empresários em audiência com o presidente Temer


O deputado Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), juntamente com empresários da indústria salineira do Rio Grande do Norte, prefeitos, vereadores e a bancada federal do estado, teve audiência hoje em Brasília com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto. O Ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho acompanhou a audiência.
 
A comitiva apresentou como principal pleito, entre várias demandas, a solicitação da edição de um Decreto Federal tornando a Indústria Salineira de Interesse Social.
 
A edição desse decreto federal foi citada como fundamental pelo deputado Souza.
 
“Em cima dessa temática apresentamos este mês na Assembleia Legislativa, uma moção de apoio à indústria salineira do Rio Grande do Norte em favor da ampliação do prazo estabelecido pelo Ministério Público Federal (MPF) para a regularização de 32 empreendimentos de extração de sal que, segundo apontado por relatório conjunto entre Ibama e Idema, ocupam Áreas de Preservação Permanente (APPs). Lamentamos a situação enfrentada pelo setor e reforçamos a importância da atividade para a economia potiguar e que através desse decreto a indústria salineira do Estado terá um respaldo e uma segurança jurídica", argumentou.
 
A indústria salineira, além de gerar receitas ao Estado na forma de tributos, emprega, atualmente, mais de 70 mil pessoas de forma direta e indireta nos municípios de Mossoró, Areia Branca, Macau, Galinhos, Grossos, Porto do Mangue e Guamaré.
 
Além do decreto reconhecendo a atividade salineira como de interesse social, os participantes pediram o aumento da alíquota que protege o sal brasileiro da concorrência “predatória” do Chile e a reforma do Porto Ilha, por onde é escoado 70% do sal produzido no estado.
 
Também participaram da audiência com o Presidente Michael Temer, o governador Robinson Faria (PSD), deputados estaduais, federais, vereadores e todos os prefeitos das cidades que produzem sal no Estado, além dos representantes da própria cadeia do sal: Renato Fernandes (SIMORSAL), Airton Torres (SIESAL), Tasso Rosado (SOCEL), Francisco Ferreira Souto (SIESAL), Herbert Vieira (CIMSAL,) Seyssa Praxedes (REFIMOSAL), Carlos Frederico (NORSAL), Eduardo Medeiros (SALINA SÃO CAMILO) e Fernando Rosado (UNISAL) entre outros.      

Fotos: Marcos Corrêa/PR                  

Nenhum comentário