PF vê organização criminosa de peemedebistas na Câmara


A Polícia Federal (PF) concluiu, nesta segunda-feira (11), que há indícios de que integrantes do PMDB na Câmara dos Deputados teriam se unido para cometer crimes. De acordo com os investigadores, os políticos teriam se unido como uma organização criminosa para desviar dinheiro público.

Segundo o relatório, que foi enviado para o Supremo Tribunal Federal (STF), o grupo teria cometido os crimes de corrupção ativa, passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitação, evasão de divisas e outros. O Supremo deverá deverá enviar o documento para a Procuradoria-Geral da República.

De acordo com a PF, “o grupo mantinha estrutura organizacional com objetivo de obter direta e indiretamente vantagens indevidas em órgãos da administração pública direta e indireta”.

Os nomes dos políticos citados no relatório são:

Presidente Michel Temer
Ministro da Secretaria de Governo, Moreira Franco
Ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha
Ex-ministro Geddel Vieira Lima
Ex-deputado federal Eduardo Cunha
Ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves

Nenhum comentário