Jovens de 12 e 15 anos estão desaparecidos em Santa Cruz


Ninguém sabe o paradeiro de Luiz Neto, de 15 anos, e Jéssica Lorrany, de 12. Os jovens namorados sumiram desde a noite do último domingo, 3, e o desaparecimento deles causa alvoroço na cidade de Santa Cruz, no Agreste Potiguar. Uma das linhas de investigação da Polícia Civil é de que eles foram raptados.
De acordo com o major Válber Pereira de Moura, autoridade maior da Polícia Militar na localidade, os jovens foram vistos pela última vez em um ponto no Centro da cidade, a Praça Coronel Ezequiel Mergelino. Mesmo menores, sem idade para conduzir veículos automotivos, eles saíram em uma moto, que pertencia ao garoto, e a partir daí o destino é desconhecido.
A moto até que foi encontrada. O veículo estava em um sítio da família de Luiz Neto. No local havia uma mensagem ameaçadora e que pode significar muito no esclarecimento do caso. “Tinha um recado dizendo que o pai da menina pode se considerar morto”, contou o major Moura.
De acordo com a Polícia Civil,  que foi ouvida pelo PORTAL NO AR, o recado foi gravado na parede da casa do sítio com um borrifo, ou spray, como é mais comumente dito, em língua inglesa. O equipamento era usado para aspergir veneno contra insetos. O imóvel estava com os móveis revirados.
Ataques ao pai 
A ameaça de morte, registrada no recado, e o sequestro da filha e do genro não foram os primeiros ataques sofridos pelo pai de Jéssica. “Tem uns 15 dias em que ele foi vítima de vários tiros. Coincidentemente, ele teve alta médica hoje. Está em casa, mas tem dificuldade de locomoção”, narrou o policial.
O pai da menina é Richardson Magalhães. A polícia não sabe o motivo de ele estar sendo tão perseguido. Entretanto, de acordo com um morador de Santa Cruz ouvido pela reportagem, o homem tem [ou já teve] envolvimento com drogas. A fonte é um amigo de juventude de Richardson e não quis se identificar por questões de segurança.

portalnoar.com

Nenhum comentário