INSS convoca milhares de segurados para nova perícia


O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) convocou novamente para perícia milhares de segurados que recebem aposentadoria por invalidez, auxílio-doença ou auxílio-acidente. Os nomes foram publicados no Diário Oficial da União desta terça-feira (1º).
A reportagem do UOL tentou acessar o site do Diário Oficial, mas ele estava fora do ar no começo da tarde. Procurada, a Imprensa Nacional informou que é por causa do grande número de pessoas acessando. Disse, ainda, que estão trabalhando para corrigir o problema, mas que não há uma previsão para o site voltar a funcionar normalmente.
LIGUE NO 135
Quem quiser checar se seu nome está na lista dos convocados pelo INSS pode entrar em contato pelo telefone 135.
Ao ligar, tenha em mãos o número do CPF (ou do PIS/Pasep) do segurado, o número do benefício, documentos pessoais (como RG), além de papel e caneta para fazer anotações.
Todas as pessoas convocadas precisam entrar em contato pelo telefone 135 em até cinco dias corridos, a partir de hoje, para saber a data marcada para a perícia.
CARTA NÃO CHEGOU
Segundo o INSS, essas pessoas estão sendo convocadas pela segunda vez.
Na primeira tentativa, foram enviadas cartas para os endereços cadastrados no sistema, mas as correspondências voltaram porque as informações estavam incompletas ou desatualizadas.
NÃO TEM COMO IR?
Se a pessoa estiver internada ou doente e não puder comparecer à perícia deverá pedir a alguém de sua confiança que informe ao INSS, em uma de suas agências, sobre o impedimento.
Esse representante deve levar o documento de identidade do segurado e um documento que comprove que não tem como comparecer –um atestado médico, por exemplo. Com isso, ele poderá solicitar ao beneficiário uma perícia hospitalar ou domiciliar.
CANCELAMENTOS
O governo está fazendo um pente-fino nos benefícios concedidos pelo INSS.
O Ministério do Desenvolvimento Social estima economizar R$ 2,6 bilhões por ano com os cancelamentos de 159.981 benefícios como os de auxílio-doença.
De acordo com a pasta, até o dia 14 de julho foram feitas 199.981 perícias nesse grupo. Outros 20.304 benefícios foram cancelados porque os beneficiários não compareceram após serem convocados.
A expectativa é de que a economia seja ainda maior com a conversão de 31.863 benefícios em aposentadoria por invalidez; 1.802 em auxílio-acidente e 1.058 em aposentadoria por invalidez (com acréscimo de 25% no valor do benefício).
Há ainda 5.294 pessoas que foram encaminhadas para reabilitação profissional. A expectativa é de que 530.191 benefícios de auxílio-doença sejam revisados, resultando em economia de R$ 2,6 bilhões para os cofres públicos.
Fonte: Folha Online - 01/08/2017

Nenhum comentário