Deputadas cobram ampliação de efetivo policiais no interior do RN


As deputadas Cristiane Dantas (PCdoB) e Márcia Maia (PSDB) estão preocupadas com a situação de insegurança no interior do Rio Grande do Norte. Com os crimes constantes, as parlamentares apresentaram requerimentos pedindo a ampliação do policiamento em cidades do interior e também a disponibilização de motocicletas para o trabalho dos policiais militares.

Segundo a deputada Cristiane Dantas, o município de Itaú está com problemas no patrulhamento e a população tem ficado vulnerável à ação de criminosos. Por isso, ela apresentou requerimento direcionado à secretária de Segurança do Estado Sheila Freitas, e ao comandante da PM, coronel André Azevedo, solicitando o aumento do efetivo policial e aquisição de duas motocicletas e uma viatura para o trabalho dos profissionais.

"A falta de segurança é um dos problemas enfrentados pelos moradores do município de Itaú. Os comerciantes não se sentem mais seguros em manter seus estabelecimentos abertos, pois, constantemente, são vítimas de assaltos. A população não se sente tranquila, seja durante o dia ou à noite", justificou Cristiane Dantas.

Outro município que também enfrenta problemas de segurança e é alvo de atenção da Assembleia Legislativa é Tenente Laurentino Cruz. Assim como a solicitação para Itaú, a deputada Márcia Maia cobrou a ampliação do efetivo e disponibilização de motocicletas para colaborar com o trabalho dos policiais na cidade.

"O município de Tenente Laurentino Cruz vem sofrendo com o aumento dos índices de criminalidade e possui hoje um efetivo policial aquém das necessidades. Nos últimos anos, os moradores da cidade têm sido vítimas de diversos tipos de violência, como arrombamentos de residências, assaltos e roubos de veículos. O aumento do efetivo poderá amenizar o crescimento da criminalidade no município e, consequentemente, propiciará a melhoria da segurança pública na cidade", disse Márcia Maia.

Os dois requerimentos foram apresentados na Assembleia e, após aprovação em plenário, serão encaminhados aos órgãos competentes.

Nenhum comentário