Antibiótico Benzetacil é temporariamente suspenso no país


A penicilina benzatina, conhecida pelo nome comercial Benzetacil, está temporariamente suspensa no Brasil, desde o início de julho. 
Segundo a revista Veja, a farmacêutica Eurofarma, detentora da marca oficial de comercialização do antibiótico no país, anunciou que a suspensão na produção é temporária por conta de “melhorias relacionadas aos testes de validação do produto”.
A Eurofarma informou que o medicamento que já foi distribuído em todo o país poderá ser consumido normalmente até a data de validade informada na embalagem. A empresa afirmou à publicação que a retomada de produção deve acontecer em meados de outubro.
 
Quatro empresas no Brasil podem produzir a penicilina benzatina, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): a Eurofarma, que produz o remédio com nome comercial Benzetacil, a Fundação para o Remédio Popular (Furp), o Laboratório Teuto Brasileiro S/A e a Novafarma Indústria Farmacêutica LTDA.
O medicamento costuma ser temido por usuários pela dor que provoca no momento da aplicação e pode durar até 24 horas depois.
Falta do medicamento
Em 2015, o Ministério da Saúde alertou o risco de falta de abastecimento do medicamento no Brasil por conta da escassez de matéria-prima do antibiótico.

Nenhum comentário