Amigos e familiares da jovem Micaela caminham pedindo paz


Um grupo de familiares, amigos e pessoas solidárias realizaram uma manifestação na tarde deste domingo (16) em homenagem à cabeleireira e barbeira Micaela Ferreira, morta na última quinta-feira durante uma troca de tiros entre assaltantes e agentes de vigilância de uma empresa de transporte de valores. Será uma "caminhada pela paz", avisa pelas redes sociais a mãe da jovem Karoline Alvarez, também morta em tentativa de assalto em 2016.
O protesto percorreu diversas ruas de Nova Parnamirim. A passeata foi iniciada na galeria onde aconteceu a tragédia e percorreu a a Avenida Ayrton Senna. Munidos com cartazes, faixas e fotos de Micaela Ferreira, os manifestantes gritavam palavras de ordem contra o governo, conclamando medidas contra a violência, e também exigiam respostas para saber quem, de fato, foi o responsável pela morte da jovem.
A tragédia que atingiu Micaela Ferreira ocorreu por volta das 16h, quando um grupo armado, segundo testemunhas, formado por mais de cinco homens, tentou roubar os malotes de um carro-forte da empresa de segurança privada Prosegur, que fazia o abastecimento de caixas eletrônicos existentes nos fundos do Shopping Ayrton Senna. No local há duas máquinas 24 horas.
Na Ficha da Polícia

Nenhum comentário